INCLUSÃO

Onde encontrar acompanhamento gratuito para crianças autistas em Salvador

Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo é celebrado nesta terça-feira (2)

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 2 de abril de 2024 às 08:00

Criança com autismo
Criança com autismo Crédito: Unicef

Nesta terça-feira, dia 2 de abril, é celebrado o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo. De acordo com o Censo da Pessoa com Autismo em Salvador, divulgado em janeiro deste ano, 4.249 pessoas foram contabilizadas no espectro autista na capital. A pesquisa foi feita com base no número de Carteiras de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIPTEA).

Segundo Adriana Balaguer, diretora da Clínica Navegar e terapeuta ocupacional com Certificação Internacional em Integração Sensorial ainda há muito a ser compreendido sobre o autismo. "O autismo não é uma doença, não tem cura, é uma forma de ser e estar no mundo dentro do que a gente chama de neurodiversidade, uma forma diversa de perceber esse mundo, de ser e estar nesse mundo. O autista não vive no seu mundinho isolado e nem deseja isso, ele só precisa encontrar um meio adequado para que ele possa se expressar e se colocar dentro da sua neurodiversidade .A gente precisa quebrar os preconceitos", diz. 

Nesse sentido, com o objetivo de facilitar o desenvolvimento de pessoas com TEA, diversas instituições em Salvador oferecem acompanhamento gratuito para crianças e jovens com autismo.

Confira alguns: 

- Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE): Rua Rio Grande do Sul, 545, Pituba

- Centro de Referência Estadual para Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (CRE-TEA): Praça Dois de Julho, Largo do Campo Grande, 36

- Centro de Reabilitação da Ribeira para Autistas: Avenida Beira Mar, Nº 74

- Associação de Amigos do Autista da Bahia (AMA): Rua Macedo de Aguiar, 98 - Pituaçu

- Centro Especializado em Reabilitação (CER): Travessa 22 de Março, s/n, Coutos