Alexa, como cuidar do meu dinheiro? Como ficar rica? Melhor alugar ou comprar um apartamento?

entre
13.02.2022, 16:00:00
(Foto: Shutterstock)

Alexa, como cuidar do meu dinheiro? Como ficar rica? Melhor alugar ou comprar um apartamento?

Veja quais são as 10 perguntas, sobre finanças, mais frequentes feitas ao serviço de voz da Amazon

Ela já ajuda a realizar tarefas, criar listas, lembretes e ativar outros aparelhos da casa. Conta história para o seu filho, diz como está o tempo hoje, te coloca por dentro das notícias e toca sua playlist preferida. Agora, a inteligência artificial que se tornou a assistente virtual de muita gente no mundo inteiro vai dar conselhos até sobre o que fazer com o dinheiro. É isso mesmo. A Alexa também está aí para dar dicas de finanças pessoais e mercado financeiro para os usuários do serviço de voz da Amazon. Simplesmente, peça que a Alexa atende. 

Quem responde as perguntas é Thiago Godoy, head da Educação Financeira School, escola de educação financeira da XP Ince e responsável pelo conteúdo de planejamento financeiro e administração do dinheiro que está disponível, gratuitamente, no serviço de voz da Amazon. Thiago é também criador do perfil @papaifinanceiro que acumula 34,4 mil seguidores no Instagram.

“O que poderia ser mais inovador do que transformar a Alexa numa professora virtual e levar esse conteúdo para as pessoas? São conteúdos diários de, mais ou menos, um minuto, que eu vou compartilhar com muitas dicas para a família. Basta ter algum aparelho com a Alexa instalada (smartphones, smart tvs, caixas de sons inteligente e outros dispositivos compatíveis) e dizer: ‘Alexa, como cuidar do meu dinheiro’, que ela vai dar as informações”, explica.

Tem até presidente de banco que está reclamando do atual patamar da taxa básica de juros batendo forte na casa dos 10,75%. Imagina se a gente ia deixar de listar as 10 coisas que mais perguntam ao dispositivo, quando o assunto é dinheiro? "Alexa, como ficar rico?" é só uma delas. Veja a seguir.

1. Alexa, como investir? 
Boa pergunta.Thiago Godoy explica que investir é processo. Primeiro, é importante a pessoa aprender a poupar, a separar uma parte da renda todos os meses para poder guardar e investir e a partir daí, abrir uma conta em uma corretora para ter condições de transferir seus recursos financeiros. “Comece também a estudar sobre investimentos, seu perfil de investidor e quais os objetivos que quer conquistar. Ou seja, cada investimento está atrelado a um objetivo. É um processo de aprendizado que a pessoa tem que considerar para a vida dela”.  

***

2. Como  negociar dívidas? 
Se alguém for buscar um conselho do serviço de voz, provavelmente, vai ouvir o seguinte: “Primeiro, entenda qual a dívida,  valores exatos, onde e para quem está devendo. Faça uma lista e depois entre em contato com os credores, um a um,  dizendo que você precisa negociá-la, porque não tem condições de pagar integralmente". Ah, e seja sincero, como acrescenta Godoy: “Faça uma negociação objetiva, com um valor em mente sobre o quanto tem disponível de recurso para negociar. Ela tem que ser boa para os dois lados, então, é importante ter esse cuidado”.  

***

3. Qual o melhor investimento? 
Não se admire se a Alexa disser que não existe melhor investimento. “Cada um tem um objetivo específico. A melhor opção vai depender do objetivo, do seu perfil de investidor e do prazo em que precisa resgatar esse dinheiro, o que quer fazer com ele e o risco consegue assumir com esse investimento”, esclarece o responsável pelo conteúdo de educação financeira do serviço de voz da Amazon.  

***

4. Como limpar o meu nome? 
Opa, aqui vai uma resposta curta e simples: “O consumidor tem que entrar em contato com o Serasa. No site Serasa Limpa Nome tem todos os passos muito bem explicados para que ele possa consultar todas as dívidas e fazer isso”. 

'É só dizer: ‘Alexa, como cuidar do meu dinheiro’, que ela vai dar as informações', explica Godoy
(Foto: Divulgação)

***

5. Como ganhar mais dinheiro? 
A dica que Thiago Godoy dá é pensar em alternativas de geração de renda para além do seu trabalho, algo que consiga dar conta nos horários de folga. Ah, e aproveite a sua rede de amigos para divulgar o produto ou serviço. É de graça e pode trazer o retorno que precisa. “Se você sabe cozinhar, por exemplo, desenvolva algum produto, anuncie primeiro em seus grupos de amigos do Whatsapp, pessoas mais próximas. Peça que outras pessoas indiquem mais outras pessoas. Comece a fazer relacionamento e movimente bem a sua rede, porque você consegue vender bastante hoje em dia pela internet”.  

***

6. Como educar os filhos sobre dinheiro? 
É levar o assunto para dentro de casa, falando de forma natural sobre dinheiro para os filhos, mostrando que o dinheiro  é fruto do trabalho. “É muito importante para a criança ter essa ligação direta sobre trabalho e recurso financeiro. Então, dinheiro não é algo que vem do além, que aparece no cartão de crédito infinito. Precisa trabalhar - e não é pouco – para ter esse dinheiro”, destaca Thiago Godoy. Para ajudar nisso, independente do valor, dê uma mesada para que seu filho possa ter, ali também, uma forma de  gerir o dinheiro dele e entender que para ter alguma coisa lá na frente, precisa poupar agora. “Essa dinâmica  funciona muito bem para criança, desde sempre, e, claro, ela vai ficando mais velha e você pode começar a investir para ela, mostrando os investimentos  que está fazendo. O importante é que seu filho faça parte, que esteja presente no processo ali”. 

***

7. Como ficar rico? 
Até para a Alexa é um pouco difícil responder como ficar rico. Mas, nada é impossível para quem tem liberdade financeira. “Quando alguém consistentemente se planeja, investe uma parte da sua renda, gasta menos do que ganha e consegue construir, ano após ano seu patrimônio financeiro, ela aumenta a sua liberdade financeira. E riqueza pode medida por liberdade financeira, ou seja, um caminho que conseguimos construir”, destaca Thiago Godoy. 

***

8. Vale mais a pena alugar ou comprar um apartamento? 
Essa é uma boa pergunta. Porém, a resposta é bem relativa como comenta Godoy. Depende de quanto que custa o aluguel  desse apartamento x o valor da parcela do financiamento. “Em geral, financiar um apartamento em um prazo muito longo não é bom, porque você vai pagar muito tempo de juros compostos. Por exemplo, quando uma pessoa financia um apartamento em 30 anos, por menor que seja a taxa, ela vai ao final pagar dois, três apartamentos ao invés de um”. Por isso, essa história de sempre vale a pena comprar, não é tão verdade assim: “As pessoas têm essa crença de que tem que comprar e alugar é perder dinheiro.  No entanto, se a pessoa aluga o imóvel,  pega parte do dinheiro que ela pagaria em uma prestação e investe, a chance dela ter muito mais dinheiro no futuro é maior”, completa.

***

9. Como criar uma conta na corretora? 
É muito fácil. Dá para fazer tudo pelo aplicativo de celular disponível pelas corretoras. “Baixa o app, entra lá, vai ter tudo online e você sua conta em tempo real, sem sair de casa. Os documentos são enviados, tudo seguro e muito bem feito”.

***

10. A poupança é um bom investimento?
Se todo mundo voltar na história e levar em consideração o fato curioso de que a poupança foi criada em 1861 pelo imperador D. Pedro II, vai ver que vale a pena conhecer outras formas de guardar dinheiro tão ou mais seguras quanto. “A poupança, na verdade, é o investimento mais antigo do Brasil, por isso, tem muita gente que só conhece esse investimento. No entanto, hoje, temos outras formas de poupar que rendem mais, como, por exemplo, o Tesouro Selic e o CDB* 100% do CDI* com liquidez diária. O que vale mesmo a pena é conhecer outros investimentos, testá-los, começar a agir, tomar atitude”, finaliza Godoy. 


MAIS PERFIS PARA SEGUIR:
. Nath Finanças
@nathfinancas
. Gustavo Cerbasi @gustavocerbasi
. Favelado Investidor @faveladoinvestidor
. Partiu Poupar @partiupoupar


* CDB (Certificado de Depósito Bancário)
* CDI (Certificado de Depósito Interbancário)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas