Amazon realiza ótimas ações especiais para o Dia da Mulher

ivan dias marques
06.03.2021, 06:00:00

Amazon realiza ótimas ações especiais para o Dia da Mulher

Alexa homenageia ícones e empresa cria loja para apoiar empreendedoras

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Dia Internacional da Mulher é comemorado na próxima segunda-feira (8) e, durante muito tempo, foi sinônimo de flores, declarações e homenagens meigas. Mas a mulher é muito mais que isso e a necessidade de apoiá-las ganhou força nos últimos tempos (ainda bem). A Amazon preparou duas ótimas ações especiais neste mês, que contribuem bastante para o fortalecimento das mulheres.

Nos gadgets com sua assistente virtual Alexa - ela mesma, a famosa -, um cumprimento é a senha para uma história de uma mulher inspiradora durante todo o mês de março. Ao perguntarem "Alexa, tudo bem?", as pessoas serão surpreendidas com histórias de mulheres marcantes como a escritora Clarice Lispector, a cangaceira Maria Bonita, a ativista ambiental Greta Thunberg ou ainda Shidzue Katô, primeira mulher eleita ao parlamento japonês. 

Em dias específicos do mês, Alexa falará sobre a Lei do Feminicídio e sobre a Marcha Sufragista. Já na própria segunda-feira, dia 8 de março, ao dizerem "Alexa, bom dia", a Amazon preparou uma surpresa (não revelada). Quem quiser conferir, a Alexa está disponível no app específico, nos smart-spekers Echo e em outros produtos da marca ou que possuem integração com a assistente virtual.

Já em sua loja virtual, a Amazon preparou outra iniciativa bem legal. A empresa lançou uma loja especial que reúne milhares de produtos de empreendedoras para dar voz e visibilidade a elas. De acordo com a Amazon, são mulheres com histórias inspiradoras, “que superaram dificuldades, encontraram nichos de mercado promissores e utilizaram seus recursos para criar empresas bem sucedidas que vendem na Amazon”.

A companhia também firmou uma parceria com o Instituto Rede Mulher Empreendedora e vai destinar um percentual das vendas da loja especial para o instituto, com o objetivo de auxiliar outras mulheres a abrirem seus próprios negócios. “Precisamos mostrar histórias como estas para inspirar e incentivar outras a seguirem pelo mesmo caminho”, diz Juliana Sztrajtman, Líder de Marketing e Prime da Amazon no Brasil.

***
Tem vacina à venda na dark web (não significa que é verdadeira...)

Para quem não sabe, a dark web (ou darknet) é uma internet paralela, em que as pessoas navegam sem deixar registros e grande parte da comunicação é criptografa. Assim, é o lar de tudo que você imaginar que não é tolerável num mundo com regras. Em tempos de falta de vacinas, obviamente, que esse mercado ia apresentar ‘soluções’ com um risco grande demais. Pois tem gente vendendo vacina lá. Os pesquisadores da Kaspersky investigaram 15 mercados diferentes e descobriram anúncios das três principais vacinas de covid-19 do mundo: Pfizer/BioNTech, AstraZeneca e Moderna. Também foram encontrados anúncios de vacinas não verificadas contra a covid-19. Segundo a empresa, a maioria dos vendedores está na França, Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos, e os preços de cada dose variam de US$ 250 a US$ 1.200, com um custo médio de aproximadamente US$ 500. Os vendedores possuem histórico de transações, mas isso não significa que as doses são reais, pior ainda que estão bem acondicionadas. De qualquer forma o fato é: tanto vender como comprar é crime. 

***

Micro-ondas novo da Panasonic esquenta dois pratos simultaneamente

Um dos novos modelos de micro-ondas da Panasonic (Foto: Divulgação)

Acabou aquela fila de espera para esquentar o prato. Quer dizer, a depender da casa, diminui-se ela, ao menos, pela metade. A Panasonic apresentou, entre suas novidades para o 1º semestre, um forno de micro-ondas que esquenta dois pratos ao mesmo tempo, só que só um deles 'roda'. A base em que o segundo prato fica é removível, claro. A linha nova possui quatro modelos, com preços que vão de R$ 669 a R$ 949, mudando cor e volume do produto. No modelo mais caro, segundo a empresa, a tecnologia SmartSense "determina o ponto certo do cozimento devido ao sensor de vapor para alimentos pré-programados, como arroz, batata, vegetais frescos e congelados, pizza congelada e carne". 


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas