Amazon recebe críticas por reproduzir Holocausto como jogo de xadrez em série

sua diversão
23.02.2020, 19:40:13
Al Pacino estreia em séries como protagonista de Hunters (Divulgação)

Amazon recebe críticas por reproduzir Holocausto como jogo de xadrez em série

'Hunters' é estrelada por Al Pacine e traz grupo de caçadores de nazistas

A Amazon recebeu críticas, neste domingo, 23, do Museu de Auschwitz, por tratar o Holocausto como ficção na série Hunters, do seu serviço de streaming Amazon Prime Video, e por vender livros com propaganda nazista.

A libertação do campo de extermínio nazista de Aushwitz completou 75 anos em 2020, enquanto o mundo tem visto uma onda crescente de antissemitismo. 
Hunters é protagonizada por Al Pacino e foi lançada na sexta-feira, 21. A série é ambientada nos anos 1970 e conta a história de um grupo de caçadores de nazistas que se esconderam nos Estados Unidos após a II Guerra. A série também representa a estreia de Pacino nesse tipo de programa, já que o ator sempre priorizou o cinema na carreira.

A série está sendo criticada por representar as cenas de abusos e atrocidades cometidos nos campos de extermínio nazista como um jogo de xadrez humano, no qual as pessoas são mortas quando uma peça é retirada.

"Inventar um jogo falso de xadrez humano não é apenas uma tolice perigosa e uma caricatura. Também acolhe futuros negacionistas", escreve o Museu de Auschwitz, no Twitter. "Honramos as vítimas preservando a precisão factual", continua a nota do Museu no microblog.

O Museu de Auschwitz preserva o campo de extermínio nazista no sul da Polônia, onde mais de 1,1 milhão de pessoas, a maioria judeus, foram assassinados em câmaras de gás ou morreram de fome, frio e doenças.

Livros antissemitas

Na sexta-feira, 21, o museu retuitou uma carta do Fundo Educacional do Holocausto para a Amazon pedindo que os livros infantis antissemitas do nazista Julius Streicher, que foi executado por crimes contra a humanidade, fossem removidos da plataforma.

"Quando você decide lucrar com a venda de propaganda nazista antissemita, publicada sem nenhum comentário ou contexto crítico, é preciso lembrar que essas palavras levaram não apenas ao Holocausto, mas também a muitos outros crimes de ódio", escreveu o Museu de Auschwitz no Twitter neste domingo.

Em dezembro, a Amazon retirou produtos decorados com imagens de Auschwitz, incluindo decorações de Natal, depois que o museu se manifestou contra.

Veja o trailer de Hunters:


 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas