Chef Gabriel Pontes muda Rangaço de endereço e aposta em comidinhas

comida
15.01.2022, 11:00:00
Espaço interno é pequeno mas charmoso (Divulgação)

Chef Gabriel Pontes muda Rangaço de endereço e aposta em comidinhas

Espaço mantém delivery de sandubas e passa a receber o público no local instalado na Rua das Rosas, na Pituba

No dia 30 de janeiro de 2021, quando o mundo vivia o grande auge da maior crise sanitária do século, esta coluna apresentou aos seus leitores o talento do chef Gabriel Pontes, que inaugurava ali uma pequena cozinha rústica de onde saíam - exclusivamente por delivery, como o momento pedia – sandubas criativos que mesclavam ingredientes característicos do sertão, de onde Pontes veio, com outros típicos de vários países da América Latina, por onde trabalhou.

A língua de boi é uma das surpresas do menu (Foto: Tereza Carvalho/Divulgação)

Um ano se passou, a pandemia voltou a registrar números recordes e o jovem chef seguiu em frente. Ampliou e fidelizou sua clientela até chamar a atenção de dois outros jovens investidores – Gabriel Carvalho e Tato Rodrigues, proprietários do La Botteca, também na Pituba. Eles resolveram apostar no seu talento e bancar a modernização do Rangaço, que ganhou novo endereço (na Rua das Rosas), cozinha profissional, mesas para atendimento presencial e, claro, um novo menu repleto de novas criações, sem abrir mão dos sandubas que fizeram o nome do lugar.

Coração de galinha é servido com pão de alho (Foto de Tereza Carvalho/Divulgação)

O novo espaço, que tem mesas nas áreas interna e externa e decoração simples, mas criativa, misturando elementos sertanejos com outros latino-americanos, leva essa mesma mistureba, de forma criativa, para o enxuto cardápio de comidinhas bem elaboradas e belas apresentações. Tudo preparado pelo chef na frente dos clientes.

Para os mais curiosos, ou aqueles que gostam de interagir com o criador, além das mesas, foram instalados cinco bancos no balcão colado à bancada de trabalho da equipe da cozinha, de onde o cliente assiste em tempo real o processo de criação dos pratos.

Tartare de tangerina (Divulgação)

É de onde é possível admirar, por exemplo, a habilidade do chef cortando a carne, miudinha, na ponta da faca, para preparar o delicioso steak tartare que por lá ganha o nome de Carne na Faca e é lindamente apresentado entre duas fatias de pão coberto com fios de gema de ovo curada, mostarda negra defumada e especiarias. Uma belezura que é puro sabor!

A Carne na Faca é servida com pão, fio de gema de ovo curada e mostarda negra (Divulgação)

Longe de ter a pretensão de ser um restaurante, o Rangaço é um lugar para apreciar comidinhas rápidas. A ideia, no futuro, é acrescentar pratos principais, mas, por hora, para além dos sandubas – que continuam no delivery, mas que também já podem ser apreciados no local – a aposta é fazer experimentações e trazer novidades para surpreender a clientela permanentemente.

Uma destas surpresas nos foi apresentada na noite da última quarta-feira (12), depois de experimentarmos os itens do novo cardápio como o Coração na Panela, um guisado do órgão da galinha que sai acompanhado de um pão de alho que deixa dúvidas sobre qual dos dois é o melhor. Na dúvida, peça mais pão porque eles disponibilizam porções independentes deste último. 

Voltando às surpresas do cardápio, que o chef promete oferecer toda semana, experimentamos a língua de vaca cozida na pressão, que é refogada na cebola e finalizada com molho demi-glace de maracujá, servida com farofa e pimenta biquinho. Surpreendente. 

 Taboca com recheio de banana cozida no suco de laranja (Divulgação)

Trajetória
Natural de Salvador, Gabriel passou a infância em Jequié, onde aprendeu a amar o sertão antes de se aventurar na cozinha de chefs estrelados como Alex Atala e Henrique Fogaça. Formado em Gastronomia pela Faculdade Metropolitanas Unidas de São Paulo, ele considera (e a gente confirma) que sua cozinha é uma "experiência sem fronteiras que mistura os temperos e as referências do Sertão com as da América do Sul”.

Dos países por onde passou, Gabriel trouxe para cardápio releituras de pratos típicos como o Patacones e a Batata de Verdade, que é uma batata rústica servida com maionese de páprica defumada e grãos de coentro. Escolha necessária e que vale repetecos. Ainda mais se for apreciada com um dos drinques da casa: o Anacardo, feito com cachaça, gengibre e caju.

Melhor que isso só a sobremesa Taboca Surpresa, que reúne o biscoito (taboca) e o recheio de banana cozida na laranja. O resultado é uma iguaria equilibrada e sem aquele excesso de açúcar que costuma dominar os doces servidos por aí. Mas, se prefere algo mais doce aposte no alfajor com calda de maracujá.

Alfajor com calda de maracujá (Divulgação)

Para os fãs dos sandubas que se tornaram os clássicos da casa, sugerimos uma busca nessa matéría aqui. Uma dica: escolha uma das mesas da área interna ou do balcão. Do lado de fora, a proximidade com um bar vizinho pode atrapalhar a experiência, especialmente para quem não curte barulheira de música ruim e muita gente falando ao mesmo tempo. 

Onde: Rua das Rosas, 148, Pituba | De terça a domingo, a partir das 18h |  @rangaco.co

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas