Com premiação gorda, Maratona Cidade de Salvador abre inscrições

esportes
06.03.2018, 15:05:00
Atualizado: 06.03.2018, 15:06:22
Prefeito ACM Neto lançou a 2ª edição da Maratona Cidade de Salvador (Marina Silva/CORREIO)

Com premiação gorda, Maratona Cidade de Salvador abre inscrições

Corrida será no dia 23 de setembro, com novos percursos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os apaixonados por corrida de rua já podem se inscrever para a Maratona Cidade de Salvador. A segunda edição do evento não acontecerá em outubro, como no ano passado, e sim em setembro. Agendada para o dia 23 do mês das flores, o evento fará parte do calendário do Festival da Primavera. São quatro modalidades disponíveis – 5km, 10km, 21km e 42km – com largada e chegada no Farol da Barra. As inscrições devem ser feitas através do site www.maratonasalvador.com.br a partir desta terça (6). Preço: R$ 95 para as duas categorias mais curtas e R$ 105 para as duas mais compridas.

“O fato dessa prova ser em 23 de setembro tem alguns objetivos. Ela acontece em um momento da cidade em que a gente ainda não está com temperaturas tão altas”, pontuou o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington. “A gente também quis ficar um pouco mais distante de outras competições que já são muito consolidadas como a Maratona do Rio, a Meia Maratona do Rio e a Maratona de São Paulo. Competir com essas provas que já acontecem há mais de 20 anos seria cruel. Então a gente distanciou dessas provas que já são consolidadas no calendário internacional para proporcionar que alguns atletas que participem dessas provas tenham um prazo de descanso muscular e possam vir também a Salvador”, completou.

Em 2017, a Maratona Cidade de Salvador contou com 3.500 inscritos, sendo 27,6% de turistas. A segunda edição do evento está sendo planejada para 7 mil participantes, o dobro.

Outro número também chama a atenção. Este ano, a competição distribuirá ao todo R$ 163 mil em premiação. Os vencedores da maratona (42km) na categoria geral masculina e feminina receberão R$ 22 mil cada. Os vice-campeões levarão R$ 11 mil; os terceiros R$ 9 mil; os quartos R$ 7 mil; e os quintos R$ 5 mil.

Os prêmios para os competidores da meia maratona (21km) são: R$ 8.500 (1º lugar), R$ 5.500 (2º), R$ 3.500 (3º), R$ 2.500 (4º) e R$ 1.500 (5º). Quem chegar em primeiro lugar nas provas masculina e feminina das modalidades de 5km e 10km também recebe prêmio em dinheiro: R$ 1 mil.

“Graças aos patrocínios que nós fechamos, Salvador vai pagar os maiores prêmios do Brasil, o que vai permitir a atração de atletas de ponta do país e quem sabe até atletas estrangeiros. Tudo na orla da cidade, com a cara de Salvador, no início da primavera, com um clima de festa. A gente tem certeza que há uma consequência e um resultado econômico importantíssimo, porque, assim como no ano passado, a gente espera atrair uma quantidade importante de turistas e movimentar a economia da cidade com a realização da segunda maratona”, afirmou o prefeito ACM Neto, que apresentou as novidades da prova em evento realizado no Shopping Barra.

Presidente da Federação Baiana de Atletismo, Og Robson destacou o incentivo financeiro do evento. “Não é a maior premiação do Brasil, é a maior da América Latina. Não tem premiação nesses valores na América Latina. Talvez a de Nova Iorque, que é nos Estados Unidos, mas na América Latina não tem premiação desse valor. Com certeza os maratonistas top de linha vão incluir a Maratona Cidade de Salvador entre as três provas que fazem durante o ano”, afirmou.

Outra novidade é a mudança de percurso das provas de 21km e 42km. Após a largada no Farol da Barra, os competidores da meia maratona seguirão pelas avenidas Centenário, Anita Garibaldi e ACM, retornarão no Jardim dos Namorados e voltarão pela orla em direção à chegada no Farol da Barra. Os atletas da maratona farão inicialmente o mesmo trajeto, mas, ao invés de retornarem no Jardim dos Namorados, seguirão até Piatã, onde farão o retorno rumo ao Farol da Barra.

“Existe um anseio dos atletas, em especial aqueles de longa distância, de não terem que repetir. Boa parte dos atletas de elite prefere fazer um circuito único. Então a gente atendeu essa demanda em conjunto com os clubes de corrida, com os técnicos e com a federação e fizemos esse trajeto optativo e escolhemos uma área da cidade bem arborizada”, explicou o presidente da Saltur, Isaac Edington.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas