Como funciona a confraria para empreendedores terem novas formas de aprender?

empregos
22.10.2021, 12:00:00
A Confraria do Saber surgiu no início da pandemia como uma espécie de clube, mas ganhou contornos mais amplos (Shutterstock/Reprodução)

Como funciona a confraria para empreendedores terem novas formas de aprender?

Grupo de empreendedores apostam em novas formas de ampliar o repertório de conhecimentos e trocas de experiências

Há cerca de pouco mais de um ano, um grupo de empreendedores de diversas áreas passou a se reunir mensalmente com uma proposta aprender de forma leve e contínua, compartilhando vivências e produzindo conhecimentos novos à partir do diálogo. Surgia a Confraria do Saber, que durante a pandemia, se transformou num espaço de inovação para esses empresários.  

A comunidade digital partilha o conceito de lifelong learning, aprendizagem ao longo da vida, e realiza encontros on-line, sempre na última terça-feira de cada mês. Durante esses momentos, os confrades são convidados a sair do modo automático, compartilharem suas vivências, o que têm aprendido no período de isolamento, além de partilhas sobre séries, filmes, lives, cursos, livros, rotina e outras coisas que podem ser observadas e encaradas como novas ferramentas de desenvolver o saber e a aprendizagem. O foco do grupo é aprender algo novo em comunidade, expandindo e unindo a diversidade de cada um.

Vivian Rio Stella é entusiasta do conceito de aprendizagem ao longo da vida (lifelong learning) e diz que essa nova forma de adquirir conhecimento tem ajudado a pensar de forma inovadora (Foto: Divulgação)

De acordo com a idealizadora da VRS Academy – empresa de consultoria de aprendizagem corporativa há 7 anos no mercado e propositora da Confraria - a doutora em linguística pela Unicamp Vivian Rio Stella, a Confraria do Saber é um grupo que aprende junto. “Todas as pessoas recebem, durante o mês, um Menu de Saberes, com conteúdo feito pela nossa curadoria para despertar interesse sobre temas diversos e sairmos de nossas bolhas”, explica. 

Experiências

Em seguida, os integrantes respondem uma enquete para definir o tema do encontro ao vivo, participam da aula, das 19h às 21h, recebem um boletim com o resumo do encontro, o link da gravação da aula e dicas. “Além disso, os membros têm descontos exclusivos em nossos parceiros e fazem parte de um grupo no Telegram”, complementa Vivian.

A empreendedora da LN Assessoria em Pessoas Luciana Nardini é uma das participantes da Confraria e tem colocado as experiências de aprender – para a profissão e para a vida -  num outro patamar." Desde o lançamento considero a Confraria do Saber um programa de grande interesse e curadoria de conteúdo de alto nível. Gosto da apresentação, do cardápio e da troca de mensagens pelo Telegram", relata.

Vivian faz questão de destacar que qualquer pessoa curiosa pode integrar a Confraria desde que estejam interessadas em aprender, conversar e se sentirem ouvidas. “No primeiro mês, o acesso a todo o conteúdo que já ocorreu (com mais de 30 horas de aulas) e ao encontro do mês é gratuito, depois há uma cobrança mensal de 39,90/mês”, diz.

A professora e consultora Luciana Corrêa também tem gostado da possibilidade de um aprendizado menos sistematizado e mais criativo. “Acredito que o diálogo continua sendo o que mais me encanta na Confraria. A possibilidade de fala e espaço de todos".

Formatos

Além das pessoas físicas, a Confraria tem levado o formato para as empresas, ajustando a forma de funcionamento à cultura de aprendizado da organização.

Apesar dos empreendedores serem maioria, Vivian relata que os temas de negócios são os menos escolhidos nas enquetes. “Muitas pessoas declararam que a confraria é um espaço de descompressão, de pensar fora da caixa, de não falar de trabalho, porque por meio de repertórios variados é que conseguimos inovar, criar”, completa.

A professora lembra que os encontros tematizaram muito a criatividade, desde a relação do gênero musical jazz com a improvisação, do carnaval como manifestação cultural e mercadológica, de premiações como Oscar, até mesmo aulas sobre criatividade mais direcionadas, jogos de escuta e gestão de conflito, temas e habilidades fundamentais para a vida e, claro, para os negócios.

Durante o mês de outubro, inclusive, eles terão uma aula com o professor baiano Anibal Viegas, mestre em criatividade, criador de jogos como Go Minimal e Focus Play, além de ter atuado por anos como trainer de Lego Serious Play. “Anibal foi meu professor, é um grande mentor e espero que conduza nossa aula de outubro sobre o modo play e a criatividade, habilidades tão necessárias”, finaliza Vivian.
 

Para saber mais

www.vrsacademy.com.br/
www.instagram.com/vrs_academy/
contato@vrsacademy.com.br
(11) 97149-9950

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas