Crias da divisão de base, Matheus Peixoto e Dedé buscam chance no profissional do Bahia

e.c. bahia
19.01.2016, 08:54:00
Atualizado: 19.01.2016, 11:43:58

Crias da divisão de base, Matheus Peixoto e Dedé buscam chance no profissional do Bahia

Atacante e zagueiro vivem expectativa de ganhar primeira oportunidade no time de cima com o técnico Doriva

Ninguém chama ele por Jhoseph. E nem vai chamar. O zagueiro promovido ao profissional neste ano será apresentado à torcida tricolor com outro nome. “Diz minha mãe que Dedé foi a primeira palavra que eu falei. E todo mundo só me chama de Dedé, até ela”, conta o atleta, 20 anos. 

Dona Andréa deu um jeitinho de chamar o filho como queria. Afinal, a crendice popular já tinha mais ou menos escolhido o nome por ela. “Falam que quando a pessoa nasce laçada, com o cordão umbilical no pescoço, tem que colocar o nome José. Em inglês, José é Jhosef. Minha mãe achou mais bonito e colocou assim”, explica Dedé, cujo nome difere da grafia inglesa Joseph.

O atacante Matheus Peixoto também tem 20 anos, nome bíblico e o sonho de estrear com a camisa profissional do Bahia. Os dois são os únicos atletas da base promovidos ao elenco principal neste início de temporada. “Eu sou centroavante, brigo lá na frente e sou muito bom na bola aérea, protejo bem, finalizo bem com a direita e a esquerda e faço muito gol de cabeça”, apresenta-se Matheus.

“Não gosto de perder, sou veloz, bom por cima e tenho bom passe, longo e curto”, se descreve Dedé. Em janeiro de 2015, subiram dez atletas da base: Guido, Jean, Gamboa, Carlos, Patric, Vitor, Yuri, Gustavo Blanco, Jeferson Silva e Mateus. Destes, apenas Jean, Yuri e Gustavo Blanco estão no elenco treinado pelo técnico Doriva.

Matheus Peixoto e Dedé foram os únicos atletas promovidos para o time profissional em 2016
(Foto: Mauro Akin Nassor/Correio)

Guido, Gamboa, Carlos, Vitor e Mateus tiveram o contrato encerrado e não renovado. Patric foi emprestado ao Atlético-GO. Jeferson Silva se recupera de cirurgia no joelho e a tendência é que também passe um período em outro clube.

Apesar de terem subido juntos, Dedé e Matheus têm trajetórias e situações bem diferentes no Bahia. Nascido em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, passou por Cabofriense, Cruzeiro e depois Audax, clube ao qual é vinculado. Emprestado, chegou ao Fazendão em junho do ano passado e tem contrato só até 1º de fevereiro. “Tô doidinho pra ficar. O Bahia é um time fantástico e dá oportunidade pra base”, diz Matheus, autor de um gol no jogo-treino contra o time sub-20, sábado. 

A opinião de Doriva será crucial para definir sobre a renovação de contrato. Matheus só tem mais duas semanas para mostrar serviço.

Com moral 
Dedé é sergipano e está no Fazendão há cinco anos. Chegou aos 15 levado para fazer teste por um vizinho que conhecia Newton Mota, ex-coordenador da base tricolor. Tem contrato até dezembro, com possibilidade de renovação por mais um ano. Nos treinos, vem se destacando e chamando a atenção da comissão técnica. “Doriva vem conversando comigo sobre posicionamento”, conta o zagueiro, que até o ano passado jogava como volante.

“Me adaptei pela velocidade e altura. Estou gostando”, diz Dedé. Ele mudou de posição a pedido do técnico do sub-20, Aroldo Moreira, a quem tem muito respeito. “Foi com ele que eu tirei as molecagens e virei homem de verdade. Aroldo sempre conversou comigo, me colocou como capitão e eu não podia decepcionar ele, então fui amadurecendo”.

Dedé diz não ter ídolos. Prefere valorizar quem está ao seu lado. A referência é o também zagueiro Robson, com quem morou até dezembro em um apartamento próximo ao Fazendão, no Jardim das Margaridas. Agora noivo, decidiu viver com a futura esposa Ana Paula.

“Tenho Robson como exemplo. Ele foi fundamental pra minha permanência nessa posição de zagueiro. Sempre conversou comigo e me mostrou os atalhos. Às vezes, o jogador sobe da base e se deslumbra. Difícil é se manter”. Este é o desafio da dupla.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/reporter-da-globo-agradece-devolucao-de-celular-no-bonfim-obrigado-e-pouco/
Filho de Gandhy recuperou aparelho que seria levado durante a Lavagem
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cantor-sertanejo-marciano-morre-aos-67-anos/
Segundo o filho, ele sofreu um infarto fulminante nesta madrugada
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/voltar-e-um-presente-diz-criolo-sobre-show-em-salvador-nesta-sexta/
Rapper paulista apresenta turnê Boca de Lobo, inédita na cidade
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/o-assassino-e-alguem-proximo-diz-pai-de-crianca-encontrada-morta-em-alto-de-coutos/
Corpo de menina de 10 anos foi encontrado com blusa suspensa e short na altura da virilha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/fotografo-grava-o-proprio-assalto-durante-lavagem-do-bonfim-assista/
Profissional estava testando a tecnologia 360° quando foi atacado; ele teve três dedos da mão quebrados
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/unbreakable-kimmy-schmidt-netflix-divulga-trailer-da-ultima-temporada/
Episódios estarão disponíveis a partir de 25 de janeiro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sexualizacao-de-mc-melody-vira-assunto-em-canais-de-youtubers-gringos/
Felipe Neto também se pronunciou sobre a situação e resolveu baní-la de seu canal
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/lider-de-quadrilha-que-executou-cabo-gonzaga-e-morto-em-operacao-da-policia/