Echo Buds tem encaixe firme e outras qualidades; confira review

ivan dias marques
13.03.2022, 06:00:00

Echo Buds tem encaixe firme e outras qualidades; confira review

Já falamos aqui como os fones de ouvido tipo buds (in ear) vêm conquistando espaço na vida daqueles que curtem tecnologia - e também música, claro. Esses produtos possuem a vantagem de serem pequenos, contam com estojo que os recarrega e estão na vanguarda da tecnologia e do interesse de grandes empresas.

A Apple conta com a Beats, empresa adquirida pela gigante americana. Em 2019, outra gigante, a Amazon, também entrou no mercado com o Echo Buds, que chegou ao Brasil no último mês de fevereiro em uma versão atualizada. Com eles, é possível utilizar a famosa e 'querida' assistente inteligente Alexa para executar funções do smartphone sem as mãos.

“Estamos muito felizes em anunciar a chegada dos Echo Buds ao Brasil. Sempre fez parte da nossa visão desenvolver dispositivos e recursos capazes de tornar a vida dos clientes mais simples, divertida e inteligente. Nesses dois anos de Alexa no Brasil, vemos uma evolução importante no uso da voz nesse sentido, e os Echo Buds vêm justamente para fornecer uma experiência completa aos clientes a qualquer momento do dia e em qualquer lugar”, diz Jacques Benain, Gerente-geral para dispositivos na Amazon Brasil.

Testamos o Echo Buds e aqui vão nossas impressões:

O encaixe/ergonomia do Echo Buds é bem suave e muito bom. Ele vem com três pares de presilhas que podem ser acopladas aos fones e que dão uma sustenção MUITO melhor quando se está fazendo atividade física, incluindo corrida. Os fones ficam seguros mesmo com o suor ou em caso de chuva. Comparando com o concorrente Beats Fit Pro, o encaixe foi melhor. O tamanho do Echo Buds é um pouco maior que Fit Pro, apesar do peso ser semelhante (5,7g x 5,6g) sem as presilhas.

Uma característica que gostamos é que no Echo Buds o usuário não aperta um botão no fone, é apenas um leve toque para que ele ative-a. Elas existem de forma semelhante aos fones da Beats: um toque para play/pause, dois para avançar, três para retroceder e alguns segundos segurando para entrar ou sair do modo de cancelamento de ruído.

Este talvez seja o que falta desenvolver melhor para a Amazon. Nos fones da Beats, o cancelamento é mais percebido. Você realmente para de escutar o exterior, enquanto no Echo Buds não funciona da mesma maneira.

A interação com Alexa é muito boa. Se nos dispositivos Echo, ao chamar a assistente, a luz se acende para entendermos que ela ouviu o comando, nos fones há um pequeno som de alerta. Em um teste num lugar barulhento, um shopping, não foi necessário gritar e nem subir o tom de voz para que a Alexa nos ouvisse. Com compras nas duas mãos, um simples "Alexa, que horas são?" foi bem útil. 

Em termos de qualidade de áudio, o Echo Buds também se saiu muito bem. Assim como o Echo Studio e outros dispositivos Echo, o som é bastante cristalino e equilibrado e, por meio do app Alexa, é possível equalizar as bandas, ainda que seja um equalização bem simples. Outra função interessante é que, também com o app, podemos localizar o Echo Buds.

Segundo a Amazon, os "Echo Buds oferecem até cinco horas de reprodução de música com uma única carga. O estojo compacto oferece duas cargas adicionais para um total de até 15 horas de reprodução de música. Uma carga rápida de 15 minutos garante até duas horas de reprodução de música".

Disponível, infelizmente, apenas na cor preta, o Echo Buds custa R$ 899 para a opção de estojo com carregamento apenas com cabo USB-C, ou R$ 999,00 com estojo que pode ter também carregamento sem fio (carregador sem fio vendido separadamente). Ambas as versões vêm com cabo para carregamento. O preço é o da amazon.com.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas