Em festa pelo título, Flamengo goleia o Ceará no Maracanã

esportes
27.11.2019, 23:36:46
Atualizado: 27.11.2019, 23:43:35
Bruno Henrique e Lincoln comemoram um dos gols do Fla no Maracanã (Paulo Sérgio/ Estadão Conteúdo)

Em festa pelo título, Flamengo goleia o Ceará no Maracanã

Rubro-negro bateu o rival por 4x1 no jogo em que recebeu a taça de campeão brasileiro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

No primeiro jogo após conquistar a Copa Libertadores e confirmar o título do Brasileirão, o Flamengo recebeu o Ceará no Maracanã na noite desta quarta-feira (27) com cinco mudanças na equipe titular. Entraram Rodinei, Rhodolfo, Renê, Diego e Reinier nos lugares de Rafinha, Pablo Marí, Filipe Luís, Gerson e Gabriel, respectivamente. Apesar disso, o rubro-negro mostrou autoridade e ganhou por 4x1, de virada, chegando aos 84 pontos. 

Quando a bola rolou, aconteceu o que todos esperavam. O Fla no ataque e o alvinegro apostando nos contra-ataques. Nos primeiros 15 minutos, os donos da casa tiveram duas chances de abrir o placar. Na primeira, aos 7, Willian Arão tirou tinta da trave. Depois foi a vez de Arrascaeta, aos 15, acertar o travessão do goleiro Diogo Silva. 

Só que futebol não tem muita lógica. Aos 26 minutos, o Ceará deu um golpe certeiro. Felipe fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro para a área. Thiago Galhardo só escorou para abrir  o placar no Maracanã. 
   
Logo depois, o Flamengo reagiu rápido. Bruno Henrique mandou uma bomba de fora da área e a bola bateu na trave. O primeiro tempo terminou mesmo com triunfo dos cearenses. 

Virada
O campeão brasileiro voltou para o segundo tempo com tudo e disposto a conseguir a virada. Deu certo. Aos 18, Renê cruzou, Lincoln tocou de cabeça e Bruno Henrique se antecipou ao goleiro para mandar a bola para o fundo das redes. 

Dez minutos depois, Bruno Henrique decretou o 2x1 após receber passe de Arrascaeta. Aos 40, o atacante aproveitou rebote e ampliou o placar. Vitinho ainda fechou o marcador aos 46 da etapa final. Depois do apito final, os jogadores receberam a taça do campeonato e comemoraram com a torcida rubro-negra. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas