França bate a Bélgica e está na decisão da Copa do Mundo

esportes
10.07.2018, 16:54:00
Atualizado: 10.07.2018, 17:38:59
Umtiti foi o autor do gol que garantiu a classificação para a seleção francesa, que tenta seu segundo título mundial (CHRISTOPHE SIMON/AFP)

França bate a Bélgica e está na decisão da Copa do Mundo

Gol da classificação foi marcado pelo zagueiro Umtiti, de cabeça

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A França está na final da Copa do Mundo da Rússia. Nesta terça-feira (10), a seleção francesa venceu a Bélgica por 1x0, em São Petersburgo, e está a um passo de conquistar o seu segundo título mundial. O adversário sairá do outro jogo da semifinal, entre Croácia e Inglaterra, que se enfrentam quarta-feira (11), às 15h, no estádio de Lujniki, em Moscou. A final acontece domingo (15), às 12h, no mesmo local. 

O jogo foi tenso e teve um primeiro tempo decepcionante, sem gols. No segundo, muita pressão e, finalmente, o gol da classificação, que veio aos cinco minutos da segunda etapa. Umtiti aproveitou cobrança de escanteio e mandou de cabeça para o fundo do gol de Courtois. Depois, foi só administrar o placar e controlar o ataque belga, que abusou dos erros.

Além de uma vaga na final, a pontaria do zagueiro, que é camaronês e foi naturalizado francês, também quebrou um longo tabu. Ao vencer a Bélgica, a França encerrou uma invencibilidade de quase dois anos da equipe rival. Os belgas não perdiam uma partida desde o dia 1º de setembro de 2016, em amistoso contra a Espanha. De lá para cá, tinha feito 24 jogos, com 19 triunfos e cinco empates. 

Com a vaga na final, a França chega à sua terceira disputa de título mundial. A primeira vez foi em 1998, quando derrotou o Brasil, levantou o caneco e se consagrou campeã do mundo. Neste jogo, inclusive, o capitão era o atual técnico da seleção francesa, Didier Deschamps. Depois, a França teve a chance do bi em 2006, mas foi derrotada pela Itália, nos pênaltis, após 1x1 no tempo normal, em partida marcada pela expulsão do meia Zidane, após dar uma cabeça no zagueiro italiano Materazzi.

O treinador francês terá a chance de fazer história na final, seja contra croatas ou ingleses. Se for campeão, Deschamps será o terceiro da história a conquistar um título de Copa do Mundo como jogador e técnico. Até o momento, só Zagallo, como jogador em 1958 e 1962 e como treinador em 1970, e o alemão Franz Beckenbauer, como jogador em 1974 e como treinador em 1990, conseguiram esse feito.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas