Insânia, nova série do Star+, faz bom mix de policial e terror psicológico

entretenimento
06.12.2021, 19:15:00
Carol Castro sai da zona de conforto na série Insânia (divulgação)

Insânia, nova série do Star+, faz bom mix de policial e terror psicológico

Trama é protagonizada por Carol Castro, que vive perita internada num hospital psiquiátrico; primeira temporada está disponível

Apesar dos clichês (já esperados), Insânia, a nova série nacional do Star+ (que atendia pelo nome de Fox, antes venda para a Disney), cumpre muitíssimo bem a premissa de misturar, policial, gore e terror psicológico. Estrela dos oito episódios, todos disponíveis na plataforma desde a última sexta-feira (3), a atriz Carol Castro vive a policial técnica Paula, que tem a vida revirada de um dia para o outro e, de repente, perde a filha e se vê internada num hospital psiquiátrico.

No isolamento, lutando para manter a clareza no pensamento, sua mente vagará por caminhos sombrios e duvidosos, enquanto ela investiga o real motivo de sua internação e desvenda uma conspiração aterrorizante que envolve experimentos científicos e até caniblismo. Com uma fotografia muito boa, a produção teve cenas gravadas no Paraná e no Uruguai. 

Eucir de Souza vive o antagonista à personagem de Carol Castro, o psiquiatra César Schultz (divulgação)

A série foi criada por Lucas Vivo (de Pacto de Sangue) e tem direação de  direção de Gustavo Bonafé (Legalize Já - Amizade Nunca Morre). O elenco conta com Rafaela Mandelli, Bella Camero, Eucir de Souza, Rafael Losso e Samuel de Assis, além de Ravel Cabral, Thomas Aquino, Lourinelson Vladimir, Fabio Marcoff, Leonardo Goulart, Rosana Stavis, Luthero Almeida e Pedro Inoue. 

Experiência real
Convocando o público a entrar no delírio - sim, afinal, não temos com avaliar o que é realidade nas lembranças de Paula, e esse é o grande lance -, Insânia prende na mesma medida em que provoca o espectador a sair de sua zona de conforto. Foi o que Carol Castro se propôs para interpretar Paula.  Ela acompanhou o trabalho da Polícia Científca de Sâo Paulo por três dias, participando até de cenas reais de crime.

"Foi muito intenso estar na pele de um perito. O que a gente viveu naquele dia vai ficar guardado para a vida inteira. E no dia seguinte ainda fomos ao Instituto Médico Legal, para ver o corpo que havíamos resgatado", diz a atriz. "Eu tive uma experiência de estagiário por um dia, foi um trabalho de laboratório muito diferente. A quantidade de camadas que Paula apresenta era o que estava buscando, um papel que me desafiasse como atriz", completa.

Veja o trailer de Insânia:

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas