Janela fechada: veja as 10 principais transferências do futebol europeu

esportes
01.09.2021, 09:00:00
Lionel Messi e Cristiano Ronaldo trocam de clubes durante a janela (Fotos: PSG/Divulgação e Manchester United/Divulgação)

Janela fechada: veja as 10 principais transferências do futebol europeu

Troca de clubes de Messi e Cristiano Ronaldo agitaou o mercado da bola

A janela de transferências dos principais mercados do futebol europeu fechou na última terça-feira (31) e foi histórica. Principalmente, pelo fato dos dois maiores jogadores da atualidade trocarem de clube. Após 21 anos, Lionel Messi deixou o Barcelona e rumou para o Paris Saint-Germain. Já Cristiano Ronaldo anunciou seu retorno ao Manchester United, depois de 12 anos.

Os franceses, aliás, investiram pesado. Além do astro argentino, levaram o zagueiro Sergio Ramos e o goleiro Donnaruma, que não renovaram com Real Madrid e Milan, respectivamente, entre outras contratações. 

A Inglaterra, por sua vez, movimentou cifras enormes. Jack Grealish trocou o Aston Villa pelo Manchester City, no maior negócio do futebol do país até aqui: 117,5 milhões de euros (718 milhões de reais). O Chelsea não ficou muito atrás ao garantir a volta de Lukaku por 115 milhões de euros (cerca de 702,6 milhões de reais).

Veja as 10 principais contratações da janela:

Lionel Messi - do Barcelona ao PSG

A contratação mais impactante na janela de transferências. Revelado no Barcelona, onde chegou ainda garoto, Messi trocou de clube pela primeira vez, dando fim a um casamento que durava 21 anos. O clube catalão bem que tentou a permanência do ídolo, mas as regras de fair play financeiro na Espanha prejudicaram o acordo.

O argentino, seis vezes melhor do mundo, fechou com o Paris Saint-Germain um contrato de dois anos, renováveis por mais um, até junho de 2024. Ele receberá cerca de 35 milhões de euros por mês.

Messi deixou o Barcelona e foi para o PSG
(Foto: Franck Fife/AFP)

Cristiano Ronaldo - da Juventus ao Manchester United

Outra negociação que impactou o mundo - mas por ter pego muita gente de surpresa. Inicialmente, era especulado que Cristiano Ronaldo iria fechar com o Real Madrid. Depois, a imprensa europeia garantiu que ele já tinha acordo pronto com o Manchester City. Mas quem ganhou a concorrência pelo craque cinco vezes Bola de Ouro foi o Manchester United.

Será o retorno do português aos Red Devils após 12 anos. Ele atuou pelo clube entre 2003 e 2009, conquistando vários títulos, entre eles uma Liga dos Campeões, e sendo eleito melhor jogador do mundo pela primeira vez em 2008. O jogador de 36 anos assinou contrato por duas temporadas (com opção de mais uma).

Cristiano Ronaldo posa com o uniforme do Manchester United
(Foto: Manchester United/Divulgação)

Romelu Lukaku - da Inter de Milão ao Chelsea

Outro retorno é de Lukaku ao Chelsea. Há 10 anos, o centroavante belga havia sido contratado pelo time inglês junto ao Anderlecht, time de seu país natal. Foi emprestado nas duas temporadas seguintes até ser negociado em definitivo para o Everton.

Agora, o atacante de 28 anos chega com moral ao clube inglês, que investiu pesado para tirá-lo da Inter de Milão. Os clubes não divulgaram valores, mas de acordo com imprensa europeia, o Chelsea pagou aproximadamente 115 milhões de euros (R$ 708 milhões). O contrato é por cinco anos, até junho de 2026.

Lukaku retornou ao Chelsea
(Foto: Justin Tallis/AFP)

Antoine Griezmann - do Barcelona ao Atlético de Madrid (empréstimo)

Aos 30 anos, Griezmann acertou a volta ao Atlético de Madrid no último dia da janela de transferências da Europa, na terça-feira (31). O acordo com o Barcelona é de empréstimo até junho de 2022, com opção de compra por 40 milhões de euros (cerca de R$ 244 milhões).

O atacante francês foi comprado pelo Barça em 2019 por 120 milhões de euros (valor da multa rescisória) e jogou as duas últimas temporadas pelo clube catalão, mas não conseguiu o mesmo sucesso dos tempos de Atlético. No time da capital espanhola, venceu a Liga Europa e a Supercopa da Uefa em 2018, além de ter sido eleito pela Fifa o terceiro melhor jogador do mundo, em 2016.

Griezmann foi emprestado ao Atlético de Madrid
(Foto: Pierre Philippe Marcou/AFP)

Jack Grealish - do Aston Villa ao Manchester City

Cobiçado pelo mercado internacional, Grealish fechou com o Manchester City na contratação mais cara do futebol inglês até aqui. Os números da transferência não foram divulgados oficialmente, mas a mídia britânica afirma que o clube desembolsou 100 milhões de libras (cerca de 117 milhões de euros) para tirar o meia do Aston Villa. 

Destaque da seleção da Inglaterra na última Eurocopa, Grealish, que completa 26 anos no dia 10 de setembro, assinou contrato por seis temporadas e vai vestir a camisa 10 do City.

Jack Grealish foi a contratação mais cara do futebol inglês
(Foto: Manchester City/Divulgação)

Sergio Ramos - do Real Madrid ao PSG

Sergio Ramos foi anunciado como reforço do Paris Saint-Germain após uma longa novela com o Real Madrid. O zagueiro havia pedido ao clube espanhol dois anos de contrato, mas só foi lhe oferecido um. Acabou encerrando a passagem multi-vitoriosa, que durou 16 temporadas, e firmou acordo com os franceses.

O veterano jogador de 35 anos chegou ao PSG a custo zero, e assinou por dois anos, até 2023. Segundo a imprensa europeia, ele receberá cerca de 10,5 milhões de euros líquidos por temporada (R$ 64 milhões). De quebra, ainda jogará ao lado de Messi, seu rival durante muito tempo no futebol espanhol.

Sergio Ramos atuará com Messi no PSG
(Foto: PSG/Divulgação)

Gianluigi Donnaruma - do Milan ao PSG

Eleito melhor jogador da Eurocopa, Donnarumma também chegou ao Paris Saint-Germain a custo zero. O goleiro de 22 anos estava no Milan, clube pelo qual estreou profissionalmente em 2015, mas não chegou a um acordo de renovação. Desta forma, abriu caminho para a ida ao clube francês.

Donnarumma assinou um contrato de cinco anos, até julho de 2026. No PSG, o italiano tem a concorrência do costarriquenho Keylor Navas, titular da posição.

Donnarumma assinou contrato até 2026 com o PSG
(Foto: PSG/Divulgação)

Memphis Depay - do Lyon ao Barcelona

Sem Messi, o Barcelona precisou reconstruir sua força ofensiva. Conseguiu trazer o argentino Sergio Agüero, ex-Manchester City, mas viu Memphis Depay roubar a cena. Principal jogador da seleção holandesa na Eurocopa, o atacante deixou o Lyon depois de cinco temporadas e assinou com os catalães até o fim da temporada 2022/23.

Depay, que chegou a custo zero no Barça, começou a carreira no PSV, em 2011, e permaneceu por lá até 2015. Depois, se transferiu para o Manchester United. Ficou só uma temporada, mas foi o suficiente para conquistar a Liga Europa, da Copa da Liga da Inglaterra e da Copa da Inglaterra. No Lyon, fez 76 gols em 177 jogos ao longo de cinco anos.

Dapay fechou com o Barça até o fim da temporada 2022/23
(Foto: Ander Gillenea/AFP)

Raphael Varane - do Real Madrid ao Manchester United 

Campeão mundial com a França em 2018, Varane, de 28 anos, assinou por quatro temporadas com o Manchester United. A transferência do zagueiro, ex-Real Madrid, não teve os valores revelados, mas a imprensa britânica especula que a negociação girou em torno de 50 milhões de euros (R$ 305 milhões).

Varane estava no time espanhol desde 2011. Em Madri, o jogador conquistou 18 títulos, incluindo quatro Champions League e três edições do Campeonato Espanhol. O francês anotou 17 gols em 360 jogos com a camisa merengue.

Varane assinou por quatro temporadas com o United
(Foto: Adrian Dennis/AFP)

Matheus Cunha - do Hertha ao Atlético de Madrid

Um dos destaques da seleção olímpica na conquista do ouro em Tóquio, Matheus Cunha foi contratado pelo Atlético de Madrid junto ao Hertha Berlin, por 30 milhões de euros (R$ 189 milhões). O vínculo tem duração de cinco anos, e o clube espanhol será o quarto na carreira do brasileiro de 22 anos. 

Revelado nas categorias de base do Coritiba, Matheus iniciou sua carreira profissional no Sion, da Suíça. Depois, foi para o RB Leipzig, da Alemanha, e então rumou para o Hertha Berlin. Nos Jogos Olímpicos do Japão, marcou três gols.

Matheus Cunha é o novo camisa 19 do Atlético de Madrid
(Foto: Atlético de Madrid/Divulgação)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas