Marido de Paulo Gustavo diz que humorista precisou de transfusão de sangue

entretenimento
07.04.2021, 15:23:13
Atualizado: 07.04.2021, 15:41:47
Paulo Gustavo é casado com o médico Thales Bretas (reprodução Instagram)

Marido de Paulo Gustavo diz que humorista precisou de transfusão de sangue

Pelas redes sociais, o médico Thales Bretas informou que o ator está 'melhorando aos pouquinhos' da covid-19; ele também incentivou a doação

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Marido de Paulo Gustavo, o médico Thales Bretas falou, nesta quarta-feira (7), através das redes sociais, sobre o estado de saúde do ator. De acordo com ele, Paulo Gustavo precisou de transfusão de sange e segue "melhorando aos pouquinhos". Aos 42 anos, o artista está intubado em um hospital no Rio, em decorrência de complicações da covid-19.

"Nosso amado Paulo Gustavo segue melhorando aos pouquinhos. O caminho é longo e tortuoso, às vezes encontramos umas pedras, mas o destino final certamente é a cura!", diz ele. Thales acrescenta: "Sabemos que, por causa da Ecmo (circulação extracorporea em membrana, que é o pulmão artificial), ele tem que ficar anticoagulado, perde um pouco de sangue, e por isso precisou tomar algumas bolsas de sangue".

O marido do ator, com quem tem os filhos Gael e Romeu, aproveitou a oportunidade para incentivar aqueles que o acompanham pelas redes sociais a fazerem doações de sangue: "Assim como ele, certamente milhares de pessoas estão precisando de sangue nos hospitais, e a pandemia tem dificultado as doações, pelo medo de sair e se expor."

Thales explicou ainda que, por conta da pandemia, os bancos de sangue estão tomando as medidas necessárias para evitar o contágio do coronavírus nas unidades. Ressaltou que "o Brasil e o mundo estão precisando muito de doações, e não podem esperar".

" É importante falar que a doação é para o Paulo Gustavo Amaral para repor o banco de sangue. Mas, certamente, com tantas pessoas bem-intencionadas, vamos ter sangue para ele e pra muitos outros que estão precisando!", complementa Thales, que colocou no seu Instagram um mapa com um ponto de doação no Rio, mas incentivou que outras pessoas também doem em suas cidades.

"Desde já agradeço muito as orações, as energias positivas e agora o ato da doação que pode salvar vidas!", conclui o médico.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas