Paulo André, do BBB 22, é top 3 mais seguido do atletismo mundial

esportes
31.01.2022, 18:03:00
Paulo André durante a Olimpíada de Tóquio, no ano passado (Wander Roberto/COB)

Paulo André, do BBB 22, é top 3 mais seguido do atletismo mundial

Velocista só tem menos seguidores no Instagram que a lenda Usain Bolt e dolo indiano Neeraj Chopra

O Big Brother Brasil 22 estreou há apenas duas semanas, mas Paulo André Camilo já é um sucesso nas redes sociais. Ele se tornou o terceiro esportista de atletismo do mundo com mais seguidores no Instagram: 2,3 milhões. Só está atrás da lenda jamaicana Usain Bolt (11,1 milhões) e do indiano Neeraj Chopra, do lançamento de dardo (5,2 milhões).

O levantamento foi publicado pela Federação Paulista de Atletismo (FPA). Com os números, P.A, como é chamado no reality show, também é o atleta da modalidade mais seguido do Brasil. Antes de ser confirmado no BBB 22, ele tinha apenas 78 mil seguidores.

Paulo André foi semifinalista nos 100 metros rasos na Olimpíada de Tóquio, no ano passado. Em 2019, ganhou a medalha de prata no Pan-Americanos de Lima, na mesma prova, e foi campeão mundial no revezamento 4x100m, no Japão.

Os números proporcionados pelo BBB são bem maiores que o padrão do atletismo brasileiro. Campeão olímpico no salto com vara, Thiago Braz tem 463 mil seguidores. Darlan Romani, do arremesso de peso, possui 419 mil. 

O cenário é similar ao redor do mundo. O queniano Eliud Kipchoge, que é o principal maratonista do século e bicampeão olímpico, tem 1,7 milhões de seguidores. O corredor britânico Mo Farah, que recebeu o título de sir e é dono de quatro ouros dos Jogos, possui 1,1 milhão. Já o sueco Mondo Duplantis, atual recordista mundial do salto com vara, tem 359 mil seguidores.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas