Pocah revela que foi diagnosticada com narcolepsia, um distúrbio do sono

entretenimento
30.08.2021, 15:32:03
Além de narcolepsia, a cantora Pocah descobriu que também possui TDAH

Pocah revela que foi diagnosticada com narcolepsia, um distúrbio do sono

Cantora revelou também que possui TDAH e que está tratando da saúde mental: 'Minha prioridade'

Após chamar a atenção do público por dormir muito no Big Brother Brasil 21, a cantora Pocah descobriu que tem um distúrbio do sono. A cantora revelou que possui narcolepsia.

Em publicação no Twitter no sábado (29), ela compartilhou que foi diagnosticada com a condição e já iniciou o tratamento para se recuperar. "Vocês já ouviram falar em narcolepsia? É um distúrbio do sono. Pois é! Descobri que tenho", escreveu.

De acordo com a ABMS (Associação Brasileira de Medicina do Sono), "a narcolepsia é caracterizada por um quadro de sonolência diurna excessiva com uma tendência de cair no sono em horas inapropriadas. Esta sonolência pode ser desencadeada por situações de estresse e não são aliviadas com uma boa quantidade de sono à noite".

Pocah explicou que também está cuidando de outras questões relacionadas com a saúde mental: "Estou tratando isso e algumas outras coisas como TDAH e ansiedade. Desculpa não estar tão ativa aqui como antes e não postar com tanta frequência nas redes".

"Minha prioridade agora está sendo cuidar de mim. Para que quanto antes eu possa retomar a minha vida 'normal'. Achei importante compartilhar isso com vocês."

A funkeira foi questionada por seus fãs sobre como descobriu a doença e recomendou:

"Procure um neurologista, ele deve te indicar uma polissonografia que é um exame feito enquanto você dorme".

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas