Revelada a existência de filho que Rodrigo Rodrigues nunca conheceu

ba-vi
28.07.2020, 13:28:02
Atualizado: 28.07.2020, 13:31:53

Revelada a existência de filho que Rodrigo Rodrigues nunca conheceu

Exposição da história foi um dos últimos desejos do apresentador

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um dos últimos desejos de Rodrigo Rodrigues, morto nesta terça-feira (27) aos 45 anos, é que um de seus "segredos" fosse revelado. O jornalista era pai de Gabriel, de 24 anos, um filho que ele nunca conheceu. 

"Um dos últimos desejos do Rodrigo confidenciado à Dona Sônia (mãe de Rodrigo), em maio desse ano, era incluir o Gabriel no plano de saúde médico da empresa e no devido momento revelar e assumir publicamente a existência do filho como forma de redenção por todo o silêncio que ele manteve durante esse tempo, e assim, dar algum consolo e o devido desfecho que todos eles merecem', disse, ao Uol, Fábio Noogh, integrante da banda The Soundtrackers.

Fábio explica que Gabriel tem 24 anos e foi reconhecido por Rodrigo quando ele tinha apenas sete anos de idade. A ideia de divulgar a história agora é evitar que fake news fossem divulgadas em relação ao garoto.

"Gabriel, de 24 anos, é filho no papel e devidamente sustentado e reconhecido legalmente desde o conhecimento da sua existência aos 7 anos de idade tanto pelo Rodrigo como pela sua fantástica família, mas nunca teve chance de conhecer o pai, fato que por seus próprios motivos, nosso amado amigo manteve segredo de todos nós esse tempo todo, creio eu para resguardar a vida íntima de todas as partes envolvidas", explicou.

Paixão pela música no sangue
"Gabriel é um rapaz de uma cabeça incrível, do meu tamanho e com o coração tão grande quanto ele, jornalista e guitarrista como o pai e sempre teve Rodrigo, mesmo à distância, como seu grande herói. Nesses dois dias em que estive em contato direto com eles todos, enxerguei o amor e respeito, recíprocos, que ele tem tanto pelo pai quanto pelos avós e toda sua família a ponto de abdicar, durante toda sua vida consciente até hoje, de se pronunciar publicamente em qualquer circunstância - o ato mais absurdamente altruísta e generoso que já vi alguém fazer em nome do próprio pai, que nunca o viu pessoalmente. Esse era o coração do nosso Rodrigo", disse Fábio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas