Superado na artilharia, Ronaldo parabeniza Neymar: 'Voa, moleque'

esportes
14.10.2020, 17:28:00
Atualizado: 14.10.2020, 17:28:51
Neymar comemorou seu primeiro gol contra o Peru fazendo o número 9 e mostrando os dentes, referências a Ronaldo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Superado na artilharia, Ronaldo parabeniza Neymar: 'Voa, moleque'

Camisa 10 chegou aos 64 gols em jogos oficiais pelo Brasil e ultrapassou marca de Fenômeno

Um dia depois de ser ultrapassado por Neymar na artilharia da Seleção Brasileira, Ronaldo fez questão de parabenizar o atual camisa 10 pelo feito. Em postagem nas redes sociais, o Fenômeno rasgou elogios ao jogador do Paris Saint-Germain, que fez três gols na vitória por 4x2 sobre o Peru.

"Todo o meu respeito por ti, Neymar! Joga muito, dá assistência, toca, dribla e goleia. O céu é o limite. Voa, moleque! Que história linda você está escrevendo. Um jogador completo e cada vez mais maduro. Craque!", postou Ronaldo.

"Sei o quanto a amarelinha é pesada e lidar com a pressão fora de campo, às vezes, é mais desafiador do que a própria bola no pé. Agora me diga você: da onde viemos, onde chegamos... quem vai nos dizer o que é impossível? Siga confiando nos seus instintos porque o talento é seu e ninguém pode tirar de você. Tem muito recorde pra superar e as suas marcas pra deixar. Orgulho de ver um brasileiro no topo!", continuou o ex-jogador.

Com o hat-trick sobre o Peru, Neymar chegou aos 64 gols em jogos oficiais pela Seleção Brasileira, superando a marca de 62 de Ronaldo Fenômeno. Agora, o atacante do PSG está na vice-artilharia, atrás apenas de Pelé, que fez 77 gols em partidas oficiais.

Em seu primeiro gol contra a seleção peruana, Neymar sinalizando o número nove com as mãos, além de mostrar os dentes, referências a Ronaldo. 

Os 64 gols marcados pelo camisa 10 aconteceram em 103 partidas pela seleção, uma média de 0,62 gol por jogo. Já o Fenômeno precisou de 98 duelos para balançar as redes 62 vezes (média de 0,63). Pelé, por sua vez, conseguiu a marca de 77 gols em 92 confrontos, o que dá também a melhor média entre o trio: 0,84 gol por compromisso com a amarelinha.

A contagem leva em conta os números da Fifa. Segundo a CBF, Neymar ainda é o quarto maior artilheiro, atrás também de Zico, e precisaria de cinco gols para alcançar Ronaldo (67). Isso acontece pois a entidade nacional considera amistosos contra combinados e clubes.

Assim, de acordo com os números da CBF, Pelé tem 95 gols em 115 jogos (média de 0,83), Ronaldo balançou as redes 67 vezes em 103 partidas (0,63) e Zico vem logo depois, marcando 66 gols em 89 duelos (0,74). 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas