'Todo mundo quer jogo e está motivado', garante Geninho

e.c. vitória
07.02.2020, 13:34:00
Atualizado: 07.02.2020, 14:31:45
Geninho faz mistério sobre escalação do Vitória (Letícia Martins / EC Vitória)

'Todo mundo quer jogo e está motivado', garante Geninho

Vitória está pronto para o primeiro Ba-Vi do ano, sábado (8), às 18h, na Fonte Nova

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Na véspera do primeiro Ba-Vi do ano, Geninho entrou na sala de imprensa da Toca do Leão com a mesma tranquilidade e cordialidade de costume. Simpático e sorridente, ele encarou as câmeras e respondeu a quase todas as perguntas sobre o clássico. Quase. O técnico do Vitória só se recusou a dar a escalação do time que entrará em campo no sábado (8), às 18h, na Fonte Nova, pela terceira rodada da Copa do Nordeste.  

"Pode ser que a gente tenha mudanças, mas basicamente não. Início de trabalho, grupo pequeno, tentando ajeitar o time. A maioria dos jogadores está passando por transição na maneira de jogar de seus times para cá. Não penso em mexer radicalmente. Posso mexer uma ou outra peça. A base da equipe não", afirmou Geninho.

Para aumentar o clima de mistério, o clube não divulgará a lista de jogadores relacionados, ao contrário do habitual. Assim como na quinta-feira (6), o treino desta sexta (7) também foi fechado à imprensa. 

Uma das mudanças pode ser o retorno de Léo Ceará ao time. O centroavante foi titular na estreia do Leão na Copa do Nordeste, no empate sem gols com o Fortaleza, mas foi rebaixado ao grupo de aspirantes após não chegar a um acordo com a diretoria rubro-negra sobre a renovação de seu contrato e não participou do empate em 1x1 com o Sport, no último sábado (1). No entanto, ele voltou a treinar com o elenco principal na segunda-feira. 

Segundo Geninho, a ausência do atacante na rodada passada do regional se deu por causa de um incômodo no joelho. "Só um esclarecimento. Léo não jogou esse último jogo porque estava lesionado. Ele estava numa negociação, mas essa negociação já tinha sido equacionada. Ele poderia ser utilizado, mas ele tinha sentido uma pequena lesão, não estava inteiro e acabou ficando fora desse último", pontuou Geninho - a versão do técnico não bate com a da diretoria, que emitiu nota oficial sobre o afastamento do atleta para o elenco de aspirantes.

Fato é que agora Léo Ceará está disponível. "Trabalhou, está à disposição, treinou ontem, treinamos algumas opções e, como é clássico, a gente faz algumas frescuras e procura não divulgar o time antes. Léo está à disposição, deve ser relacionado e, como todos, tem chance de entrar", despistou.

Independentemente de quem vai mandar a campo, Geninho promete o Vitória propositivo e empolgado para disputar o primeiro clássico da temporada. "Todo mundo quer jogo e está motivado. Todo mundo sabe a importância e a grandeza do jogo, é um jogo que todo jogador gosta de jogar. Muito destaque, muita mídia. Time está preparado. Sabendo da responsabilidade que tem, o que um resultado pode trazer para dentro do clube. Foi uma semana boa. Todo mundo tranquilo, mas com muita responsabilidade".

Geninho não contará com cinco jogadores no Ba-Vi. O zagueiro Gabriel Furtado e o atacante Ruan Levine estão lesionados e entregues ao departamento médico rubro-negro. Em fase de transição, o atacante Felipe Garcia apenas deu voltas no gramado. O goleiro Martín Rodríguez e do atacante Jordy Caicedo passaram por cirurgia no joelho e no púbis, respectivamente, e ficarão afastados por longo prazo.

Já os volantes Jean e Rodrigo Andrade estão aptos pela primeira vez no ano. Recém-contratado do Corinthians, o primeiro foi regularizado esta semana. O segundo está recuperado de uma lesão na panturrilha. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas