Tudo que você precisa saber antes de comprar uma moto nova

bahia
21.11.2020, 06:11:00
Antes de comprar é preciso entender qual o uso prioritário e se o modelo escolhido está de acordo com seu tamanho. O peso da moto também deve ser levado em conta (Foto: Honda)

Tudo que você precisa saber antes de comprar uma moto nova

A procura por esse tipo de veículo cresceu, mas é importante ter alguns cuidados

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os impedimentos causados pela pandemia colocaram o segmento de duas rodas em evidência. Inicialmente, as motos da categoria street, representada por modelos como Honda CG e Yamaha YBR, se destacaram. São motocicletas amplamente utilizadas para entregas urbanas. Por alguns meses, certamente você recebeu algo em casa que chegou em uma moto.

O tempo foi passando e o consumidor passou a pensar em como se locomover. Ficou claro que o transporte individual é mais seguro e, associado a sua notória rapidez, cresceu a procura por scooters. Ótima opção para os que têm menos experiência se locomoverem de casa para o trabalho.

Os dados de emplacamento mostram que três outros segmentos também cresceram: bigtrail, off-road e sport. Esses casos são bem diferentes dos primeiros. As motos maiores são utilizadas para viajar e pesquisas apontam que seus consumidores deixaram de gastar com viagens de avião e investiram em um veículo desse tipo com foco no lazer. As off-road e as esportivas seguem a mesma lógica.

Mas e na hora da compra, o que é melhor para você? O primeiro questionamento é sobre o uso. Será uma moto para não depender mais do transporte público e usada diariamente? O objetivo é lazer, para passear nos finais de semana e realizar eventualmente uma viagem? Será usada em vias bem pavimentadas ou uso misto, passando por areia e terra? Outra questão fundamental: vai sozinho ou alguém irá na garupa? 

Outro ponto para ser considerado é porte físico do condutor. Diferente dos carros, não há muitas possibilidades de ajustes nas motocicletas. Assim, dois pontos precisam ser considerados, a altura e a força, afinal, o peso varia bastante de acordo com o tipo de moto. Os mais altos, geralmente, preferem a categoria Trail por ter mais espaço para as pernas. Enquanto pessoas mais baixas podem ter dificuldades de firmar bem os pés no chão em modelos com maior altura do banco.

Confira na galeria algumas opções e suas respectivas categorias:

Big Trail: BMW R 1250 GS
Big Trail: BMW R 1250 GS
Off-road: Honda CRF 450R
Off-road: Honda CRF 450R
Touring: Harley-Davidson Ultra Limited
Touring: Harley-Davidson Ultra Limited
Scooter: Honda PCX
Scooter: Honda PCX
Esportiva: Ducati Panigale V4
Esportiva: Ducati Panigale V4
Naked: Yamaha MT-09
Naked: Yamaha MT-09
Street: Honda CG
Street: Honda CG (Fotos: divulgação)

Experimentação
Depois de definir o seu estilo, faça um teste. Observe bastante a questão física e tenha em mente as dificuldades que poderá ter. A pilotagem de moto mescla a utilização de pedais e manetes. Nas scooters, em sua maioria, todo controle fica nas mãos. Outro ponto diferencia o modo de condução: nas motos o tanque de gasolina à frente do piloto e nas scooters o tanque fica embaixo do banco ou no assoalho.

Na scooter pessoa vai sentada e conta um escudo para proteger suas pernas. Em uma moto convencional, o condutor vai montado, com o assento entre as pernas. Já nas motos esportivas o condutor inclina o corpo para a frente. Em uma estradeira, como uma Harley-Davidson clássica, é o inverso.

Investimento
Além da segurança, que deve ser observada em todos os modelos, alguns outros pontos variam de acordo com a categoria. Se você vai comprar um veículo de trabalho, o custo da manutenção e o consumo devem ser analisados com muita calma. Por outro lado, se o objetivo for para lazer, a assistência técnica terá um impacto maior. Afinal, se ocorrer uma quebra é importante que exista uma concessionária na região.

Na compra do primeiro veículo é importante entender que haverá custos além da entrada e das prestações. Por isso, uma dica importante é que se tenha um orçamento que contemple outros gastos. Verifique o valor do IPVA, do seguro obrigatório, os índices de roubo daquele modelo e se o seguro vale a pena.

O seu equipamento individual também é importante. Capacete, luvas, botas e jaquetas são necessários. De acordo com o Código de Trânsito brasileiro, é proibido pilotar com chinelos e calçados de salto alto, especialmente. Quem for flagrado pilotando dessa forma será multado em R$ 130,16 e recebe quatro pontos na CNH.

Não ache que é apenas uma maneira de arrecadar mais. Além da necessidade de movimentar os pedais em alguns modelos, os pés são o apoio natural do motociclista e, por exemplo, em um acidente iminente, ele precisará apoiar o pé no piso. Se o calçado não oferecer apoio ou quebrar, o pé toca o chão, o condutor recolhe a perna e cai.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas