Vai vender o carro? Veja dicas de tudo que você precisa fazer antes de efetivar a venda

salvador
07.11.2020, 06:18:00
Se for vender o carro por conta própria, marque em um local público e, por conta da pandemia, tome cuidados extras com a higiene (Ilustração: Macrovector / Freepik)

Vai vender o carro? Veja dicas de tudo que você precisa fazer antes de efetivar a venda

Vale a pena consertar? Já checou a documentação? Confira as dicas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Muitas pessoas falam: vou consertar o carro para vender. Mas espera aí! Se você vai vender, então vale mesmo a pena ajeitar? Algumas consertos, sim. Outros, nem tanto.

Se a bateria, por exemplo, estiver com a carga muito baixa é necessário fazer a troca. Afinal, o comprador vai precisar fazer um teste com o carro e ligar os equipamentos. Seria uma grande gafe o veículo não dar a partida.

Pneus gastos demais também devem ser substituídos. Além de garantir a segurança, se eles estiverem com os sulcos com medida inferior a 1,6 milímetro o proprietário poderá ser multado em R$ 195,23 e ganhar 5 pontos na CNH. O mesmo vale para lanternas e faróis quebrados ou com lâmpadas queimadas. São inseguros e rendem punição.

A estética deve estar em dia, mas talvez uma boa lavagem seja mais interessante do que retocar todos os arranhões. Um comprador experiente ou um avaliador de concessionária vai notar o serviço e se ele foi mal executado isso irá pesar negativamente. 

Mas se o automóvel estiver batido é bom recuperar, pois a depreciação do futuro comprador pode ser maior e passa uma imagem de descuido, que pode gerar desconfiança sobre a mecânica. Ar-condicionado com cheiro de mofo e sujeira nos bancos também vão contar negativamente.

Se for entregar o veículo na concessionária na troca por outro, os acessórios que você instalou não terão valor. A película de proteção solar é uma das primeiras coisas que o lojista tira. São dois motivos: com o tempo, o plástico estraga por causa do sol e sem elas o veículo parece mais novo, além disso, o vendedor terá a chance de vendar novas para o próximo proprietário. A lógica vale também para um rack ou reboque, por exemplo.

Como estão os documentos?
Antes de negociar é preciso checar a documentação. Basta entrar no site do Detran e entender se o IPVA já está quitado e se existem multas não pagas. Assim, é possível calcular quanto isso irá consumir do valor que irá receber pelo seu veículo e evitar surpresas. 

Em relação às multas, é possível, em alguns casos, entrar com rercurso ou pagar com desconto a depender do prazo.

Cuidados com o anúncio
Se você for anunciar seu carro por conta própria, oculte a placa e faça boas fotos. Procure um fundo neutro e tire fotos de todos os lados. É interessante ter imagens do hodômetro. Se fez todas as revisões na concessionária e o veículo ainda está na garantia, registre isso.

Se o interessado quiser olhar o veículo prefira marcar em um local público, como o estacionamento de um supermercado. Por conta da pandemia, tome cuidados extras com a higiene. Depois que outra pessoa checar o carro faça a higienização.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas