Vila Velha faz apresentação gratuita da peça Quem Não Morre Não Vê Deus

entretenimento
27.09.2021, 17:40:00
Quem Não Morre Não Vê Deus tem encenação de Marcio Meirelles e texto de João Augusto (divulgação)

Vila Velha faz apresentação gratuita da peça Quem Não Morre Não Vê Deus

Exibição do espetáculo da Companhia Teatro dos Novos acontece nesta terça (28), às 19h, no Youtube do teatro

Nesta terça-feira (28), às 19h, acontece a primeira exibição gratuita do espetáculo Quem Não Morre Não Vê Deus, da Companhia Teatro dos Novos, no Novo Vila Virtual, palco online do Teatro Vila Velha.

Com encenação de Marcio Meirelles e texto de João Augusto, a peça que foi censurada durante a ditadura militar, se passa nos anos 30 e usa a poética de cordel para falar sobre a relação do povo com regimes totalitários. Desta vez, além da transmissão de Quem não morre não vê Deus, o Teatro Vila disponibiliza ao público, através de uma playlist também no Youtube do Vila, os experimentos que deram origem ao processo criativo do espetáculo, bem como os ensaios, personagens e bastidores.

A montagem virtual busca estabelecer um diálogo entre o teatro em plataformas digitais e a tradição do cordel, que foi base para João Augusto construir sua pesquisa, nos anos 60 e 70, período da ditadura no Brasil, e razão pela qual Quem Não Morre Não Vê Deus foi censurada diversas vezes e nunca encenada pelo autor, mesmo após diversas tentativas.

A história se passa numa cidade do interior, na qual os moradores se veem encabulados com a notícia de que dois homens, perseguidos pela polícia, querem pousar na cidade. A contragosto, os habitantes acabam aceitando os visitantes e desenvolvem uma relação que vai de desconfiança a uma união que gera grandes riscos.


SERVIÇO - Espetáculo Quem Não Morre Não Vê Deus (Companhia Teatro dos Novos) | terça (28), às 19h | no Youtube do Vila | Gratuito

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas