Caçamba bate em passarela e piso despenca na Avenida Carybé

Equipamento, em São Cristovão, está interditado

Publicado em 1 de setembro de 2017 às 09:36

- Atualizado há 10 meses

Uma passarela na Avenida Carybé, na região do bairro de São Cristovão, está interditada após parte do piso cair na madrugada desta sexta-feira (1º). O piso caiu após a parte traseira de uma caçamba bater na estrutura por volta das 4h. Piso e cobertura da passarela foram removidos para evitar que a estrutura caísse (Foto: Divulgação/Seman) Segundo a assessoria da Secretaria de Manutenção (Seman), como parte do piso caiu, o orgão resolveu remover o restante que corria o risco de se desprender e interditou a passarela. O equipamento fica entre os bairros de Stella Maris e São Cristovão, e não há outra alternativa para que os pedestres possam atravessar as duas faixas da Avenida Carybé.

Cerca de 5 mil pessoas usam o equipamento por mês, segundo a Seman, o que é considerada uma rotatividade baixa. Nessa faixa da Avenida Carybé, transitam 120 mil carros por dia. 

Segundo o secretário da Seman, Marcílio Bastos, partes da estrutura foram removidas para evitar que alguma dessas peças caísse na pista. A passarela é de responsabilidade da CCR Metrô Bahia, e engenheiros do consórcio estão elaborando um laudo para analisar como ficou a estrutura do equipamento.

Mas, de acordo com o secretário, já está previsto que um piso provisório será instalado na passarela. "A gente vê que apesar do impacto, a passarela resistiu muito bem. Está sendo estudada uma forma de colocar um outro piso provisório", explicou. 

Técnicos da Seman, Codesal e da CCR fizeram uma vistoria no equipamento nessa manhã. A caçamba foi removida do local por volta das 6h, segundo a Transalvador. O basculante da caçamba caiu após o impacto com a passarela   Em nota, a CCR Metrô Bahia informou que os reparos e a reimplantação do piso já está sendo realizada no equipamento. "A previsão é que neste sábado (2) o fluxo de pedestres seja restabelecido na passarela. Por enquanto, a travessia pode ser feita em segurança pelo viaduto Mário Andreazza", completa a nota.