Charme da Graça: imobiliárias têm filas de espera para imóveis no bairro

salvador
11.01.2018, 08:53:38
Atualizado: 11.01.2018, 09:35:02

Charme da Graça: imobiliárias têm filas de espera para imóveis no bairro

Construtoras oferecem oito novos empreendimentos no bairro

Associado à nobreza, o bairro da Graça, um dos mais antigos de Salvador, segue renovando o seu charme e atraindo o interesse de quem busca um novo lugar para morar. A região que, segundo imobiliárias, chega a ter fila de espera para compra e locação, deve receber três novos empreendimentos somente no primeiro semestre de 2018. Os preços dos imóveis, que variam entre R$ 200 mil e R$ 3 milhões, devem agradar aos diferentes tipos de consumidor que querem morar “perto de tudo”, sem perder os ares charmosos da vizinhança.

Segundo o levantamento do índice FipeZap, a Graça foi o oitavo bairro mais procurado pelos soteropolitanos em 2017. Apartamentos podem ser comprados a partir de R$ 160 mil no estilo quarto e sala (a partir de 24m²), mas quem procura opções mais arrojadas pode investir até R$ 3,5 milhões, como é o caso do administrador de empresas Luiz Antônio Rocha Soares,  nascido e criado na região, mas que, recentemente, decidiu mudar de lar. 

Apesar do assédio de amigos, que lhe apresentaram empreendimentos de alto padrão no Horto Florestal e Alphaville, a negativa de Luiz foi direta. “Não saio da Graça por dinheiro nenhum”. Mudou então da Rua Oito de Dezembro para a Avenida Euclides da Cunha. “O que é que a gente procura quando escolhe um lugar para morar? Centralização, proximidade com comércio e serviços, saúde e educação? Aqui na Graça eu tenho tudo isso, resolvo toda a minha vida a pé”, afirma.

Para garantir uma boa moradia em um dos bairros mais nobres de Salvador, o administrador precisou fazer um igualmente nobre investimento: cerca de R$ 2,3 milhões em um edifício de alto padrão com vista privilegiada para a Baía de Todos os Santos. Eu vinha acompanhando aquela região da Euclides da Cunha pois se trata de uma localização de destaque no bairro, quando soube que estava para ser lançado, fiz a compra antecipada”, explicou Luiz, que ainda conseguiu economizar R$ 400 mil em relação ao valor após o lançamento.

História Nobre
O bairro da Graça foi batizado com esse nome por conta da Igreja de Nossa Senhora da Graça, fundada em 1535. Ao longo do tempo, a região abrigou as residências de famílias tradicionais da Bahia, a exemplo da Martins Catharino. No bairro também ficava o Campo da Graça, principal praça esportiva de Salvador antes da construção do Estádio da Fonte Nova, na década de 1950. 

A área abriga o Palacete das Artes, museu que recebe exposições de artes plásticas e eventos de lazer. Nos últimos anos, os casarões que eram marca registrada do bairro deram lugar aos prédios e a ocupação variou com a ampliação do comércio e chegada de escolas e centros médicos.

Além da localização privilegiada, entre o Centro e a praia, e do comércio de produtos e serviços, que atrai o interesse de quem quer mudar de casa, a Graça ainda conta com o padrão familiar que se multiplica pelo bairro através da tradição. 

Segundo o gerente de vendas da imobiliária Bittencourt Lopes, Leonardo Bertolucci, a atração do morador da Graça pelo próprio bairro é uma questão hereditária. “O que percebo é uma tradição familiar, os pais ou até mesmo avós criaram a família aqui na Graça, daí os filhos e netos crescem, constituem suas próprias famílias e seguem morando no bairro”, explica Leonardo. 

A médica Thereza Cristina Antico teve diversas oportunidades de sair da Graça. Trabalhou por 30 anos em um consultório na Pituba, mas a comodidade e tranquilidade, que ela diz não encontrar no bairro onde trabalhava, foi um fator importante para a permanência. 

“Eu aprendi a viver o bairro, cuido de todas as minhas responsabilidades aqui perto, sou católica praticante e faço até trabalho voluntário aqui na Paróquia da Graça. Criei minha família aqui e a experiência foi tão boa para todos que meu filho se casou e agora mora com a esposa e os filhos aqui mesmo na Graça”, conta.

Segundo as imobiliárias, os imóveis do bairro têm uma saída fácil tanto para compra quanto aluguel. O fator que às vezes cria uma certa dúvida nos interessados é o valor do condomínio. A taxa condominial nos diferentes edifícios da Graça podem variar entre R$ 200 e R$ 2.200 por mês.

Nobreza Renovada
De olho em manter a nobreza do bairro sempre viva, as imobiliárias têm investido na construção de empreendimentos de altíssimo padrão, que em sua maioria oferecem unidades amplas e projetos arrojados que unem luxo e sustentabilidade, agregando a modernidade dos novos conjuntos residenciais ao conforto que a população do bairro já está acostumada. 

Entre os lançamentos estão o Riservatto e o Mansão Bahiano de Tênis, da Moura Dubeux, com unidades de 261 m², vista privilegiada para a Baía de Todos os Santos e áreas de  lazer. Já a Mansão Martins Catharino, na Rua da Graça, também oferece instalações de alto padrão com apartamentos de 241m² em diferentes plantas e localização estratégica na principal via do bairro.

Contudo, as construtoras sabem que a Graça não é formada apenas por empreendimentos com foco no público que busca os padrões mais altos de moradia. Opções como o Graça Garden e Graça Fontaine, da Costa Andrade,  oferecem unidades de dois e três quartos com todas as funcionalidade de conforto, lazer e serviços na própria área do condomínio. Já o Jazz oferece unidades de um quarto, com área mais compacta e voltado para quem quer funcionalidade e melhor aproveitamento de espaço.

Segundo o sócio da imobiliária Brito e Amoedo, Cláudio Cunha, o principal desafio das construtoras e incorporadora na Graça é a busca por terrenos para construir novos empreendimentos, pois a demanda segue alta e só no primeiro semestre de 2018 estão previstos os lançamentos de três novos empreendimentos, com apartamentos de um a três quartos, na região. 

“Teremos alguns empreendimentos conceituais como vem sendo o padrão da Graça. O bairro vem se adaptando muito bem, nesses últimos anos, a algo que outros bairros ainda estão em falta, que é a tipificação dos imóveis, menos quartos, mais espaços em outras áreas. E por isso a procura pelo bairro está aquecida”.

O que é que a Graça tem?

Igreja da Graça A Igreja de Nossa Senhora da Graça foi construída em 1535, por ordem de Catarina Paraguaçu, e é considerada uma das igrejas mais antigas de Salvador. É também o santuário mariano mais antigo do Brasil.

Palacete das Artes O Palacete do Comendador Bernardo Martins Catharino, também chamado de Villa Catharino, abriga exposições temporárias de importantes artistas no cenário das artes plásticas da Bahia, do Brasil e de 
outros países; uma loja e café-bar.

Praça Dr. Paterson Adotada pelo Hospital Português, abriga o busto Dr. John Paterson, conhecido como “médico dos índios”. Nascido na Escócia, ele cursou medicina na Bahia e é considerado o precursor da higiene no Brasil.

Veja os empreendimentos

Mansão Bahiano de Tênis
O empreendimento possui um projeto focado em conceitos de sustentabilidade ecológica e oferece área de lazer completa e unidades tipo de 305m², o edifício possui  2 coberturas duplex com 590m². A partir de: R$ 3.542.000,00.

Mansão José Martins Catharino
O edifício oferece 4 suítes, sendo uma por andar, totalizando apenas 17 unidades. O diferencial dos apartamentos é a varanda com 30m² e a customização da planta, que oferece oito opções aos futuros moradores. A partir de: R$ 2.635.000,00 

Serra Imperial da Graça
O conjunto residencial tem unidades de  dois quartos, com 102m² de área na rua Humberto de Campos. A área de lazer inclui piscina com deck molhado e pet play para os animais de estimação. A partir de:  R$ 779.000,00 

Graça Garden
O Graça Garden oferece apartamentos de três quartos com três opções de planta. A área de lazer inclui briquedoteca, quadra recreativa, espaço fitnesse e salão de festas. A partir de R$ 958.000

Graça Fontaine
Com moderno projeto arquitetônico, o empreendimento oferece unidades de três quartos e área de lazer com deck, brinquedoteca e fitness center. A partir de: R$ R$307.000,00

Duetto Graça
Com alta taxa de procura,  o empreendimento tem unidades de uma e duas suítes e área de lazer, jacuzzi,  sports bar e sala para massagem. Também traz escritórios estilo cowork e sala de conferência. A partir de: R$ 409.000,00

Riservatto Graça
O Riservatto integra a linha de empreendimentos de altíssimo nível e traz unidades de 261m². A partir de: R$ 2.700.000,00

Jazz
Sucesso de vendas, o Jazz possui um projeto arrojado em formato de Piano. O prédio traz uma decoração inspirada no visual de Nova Orleans. A estrutura conta com apartamentos de 1 quarto e 2 quartos A partir de: R$ 420.000,00

Meu bairro - relato do morador Ademar Galvão

“Sou morador da Graça há mais de 30 anos e vivo bem no coração do bairro, no Largo da Graça. Desde que me mudei para cá, reconheci que se trata de um lugar maravilhoso, repleto de poesia, de vida, um bairro família, onde coleciono um grande número de amigos. Além de tudo isso, a Graça é um bairro autossuficiente e prático. Aqui encontramos bancos, supermercados, farmácias, restaurantes, clínicas, museus, igrejas e até mesmo uma galeria de arte (A Galeria Arte Viva, da qual sou proprietário). Hoje trabalho no bairro, e é da minha galeria que vivo a Graça no dia a dia.  Com o ritmo acelerado da vida, com os constantes engarrafamentos e todos os problemas urbanos, morar em um bairro que te dá toda a infraestrutura é, sem sombra de dúvidas, uma grande vantagem. A Graça para mim é uma minicidade, uma região onde podemos passar o dia e resolvemos qualquer coisa. Aqui somos bem atendidos e encontramos serviços de qualidade. Nos últimos anos, o bairro se desenvolveu imensamente no setor de entretenimento e lazer noturno. Hoje, percebo que todos moradores do bairro voltaram a ocupar os barzinhos, restaurantes e locais públicos, demonstrando que estamos curtindo cada vez mais a nossa área de convívio. Temos aqui também um bairro antigo, com características da antiga Bahia, o ar de nobreza. Um bairro que transpira história sem perder aquele jeitinho de interior. É comum as pessoas se cumprimentarem na rua, acenarem para os conhecidos e vizinhos em um clima total de cordialidade. Essa é uma característica já esquecida em muitos bairros mais modernos de Salvador, onde as pessoas se esquecem do lado humano em função da correria, da rotina, mas que, felizmente, ainda está presente em nossa Graça. Adoro viver neste bairro tão maravilhoso e não trocaria por nenhum outro dessa cidade”.