Dom Murilo Krieger pede cultura da paz para combater violência em 2018

salvador
14.02.2018, 18:02:00
Atualizado: 14.02.2018, 18:10:10

Dom Murilo Krieger pede cultura da paz para combater violência em 2018

Campanha da Fraternidade é lançada com tema sobre superação da violência

"Vamos trabalhar para que a cultura da paz prevaleça, domine e a gente viva em um mundo onde, ao menos, haja respeito mútuo." É o que espera o arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, para alcançar os objetivos da Campanha da Fraternidade 2018, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e lançada nesta Quarta-feira de Cinzas (14). O tema da ação este ano é "Fraternidade e Superação da Violência".

Para o arcebispo de Salvador deve existir a promoção de políticas públicas que garantam o cumprimento dos direitos básicos de um indivíduo. "Podemos e devemos insistir, juntos, com quem tem autoridade. O político foi eleito pra cuidar do povo. Olhe melhor, veja o que pode fazer pelos mais necessitados. Se não formos nós, quem vai fazer isso?", questionou Dom Murilo, durante a coletiva de imprensa. "É importante que cada um se pergunte o que pode fazer no seu âmbito pra construir paz na família, escola, trabalho, e aí, graças a Deus, multiplicar iniciativas que trabalhem em busca de paz", completou o arcebispo.

Dom Murilo Krieger fala sobre a campanha de 2018
(Foto: Daniela Andrade/ Arquidiocese de Salvador/Divulgação)

Ele também questionou a forma como os imigrantes venezuelanos são tratados no Brasil. "Eles saem do seu país por causa da fome, falta de remédio e são agredidos aqui porque estariam tirando emprego. Isso não é cultura da paz, da fraternidade. Trabalharemos pra que se crie essa cultura da paz. Queremos envolver todo mundo", explicou aos jornalistas.

Parcerias
Apesar de não divulgar nenhuma parceria já estabelecida, Dom Murilo afirmou que pretende, a partir de agora, se reunir com diferentes forças da sociedade. "Nós vamos buscar todas as parcerias possíveis, o diálogo com a sociedade, no mundo econômico, empresarial, com os políticos. Queremos que a sociedade acorde. Juntos, sim, poderemos enfrentar os desafios da violência", declarou.

Ele informou que já há uma sessão marcada na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e que também pretende se reunir com o secretário de Segurança Pública do estado, Maurício Teles Barbosa.

Campanha da Fraternidade
A Campanha da Fraternidade foi criada em 1961, pela Cáritas Brasileira, entidade que atua na área social em defesa dos direitos humanos. Ela é lançada sempre na Quarta-feira de Cinzas - dia em que se dá início a Quaresma - e há a promoção de atividades como, por exemplo, palestras, encontros e mobilizações que ocorrem ao longo do ano.