Família de menina que sobreviveu a acidente é localizada; pais morreram

salvador
13.11.2017, 19:50:00
Atualizado: 13.11.2017, 19:59:46

Família de menina que sobreviveu a acidente é localizada; pais morreram

Isabela, 6 anos, estava no HGE sem falar com ninguém

A equipe do Hospital Geral do Estado (HGE) conseguiu localizar a família da menina Isabela, 6 anos, que estava internada após um acidente que vitimou seus pais, no último sábado (11), na BR-101, próximo à cidade de Esplanada, no Nordeste do estado. Adriana Lemos Pereira do Nascimento, 38 anos, e Anderson Lima do Nascimento, 39, morreram no local do acidente.

A colisão entre o carro da família e um caminhão foi por volta das 14h40 do sábado, mas familiares do casal só foram identificados por volta das 14h deste domingo, um dia após o ocorrido. Na manhã deste domingo, o CORREIO apurou que profissionais do hospital ainda tentavam localizar parentes das vítimas  

“A filha deles está bem e já está com os tios e o avô, que foram resolver a liberação dos corpos para o Rio. Ela estava muito cansada, não dormia desde o acidente”, afirmou a costureira Michele Lima, 30, prima de Anderson.

De acordo com Eraldo Evangelista, investigador da Polícia Civil de Esplanada, foi realizada perícia no local do acidente. Uma unidade da Samu socorreu a criança e a levou para Alagoinhas, de onde ela foi encaminhada para o HGE, na capital. “A família ficou em desespero com a notícia, mas ligamos para o hospital e tivemos melhores informações”, conta Michele.

Os pais da menina moravam na cidade de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, e estavam desde janeiro em Tabocas do Brejo Velho, no Extremo Oeste baiano. A prima de Anderson conta que o casal viajava bastante de carro, principalmente a trabalho. “Eles já foram para são Paulo, Pernambuco e, agora, Bahia”, explica Michele.

Ambos eram técnicos de edificações. “Quando tinha obras em outros estados, ele ia”, conta a prima de Anderson. Isabela, que era filha única, nasceu em Recife - ela veio ao mundo, justamente, durante uma dessas viagens a trabalho dos pais.

De acordo com parentes, o casal voltava com a filha para casa, no Rio, depois da temporada de trabalho na Bahia. Anderson falou com a família pela última vez no sábado, por volta das 11h, cerca de três horas antes do acidente. Ele mandou fotos da viagem.

Foto tirada pela família durante viagem, que terminou em tragédia (Foto: Arquivo pessoal)

Escapou por milagre
Segundo o investigador Eraldo Evangelista, o acidente aconteceu após uma ultrapassagem mal feita numa curva da BR-101. Isabela estava na cadeirinha e teve ferimentos leves. “Foi um milagre ela ter sobrevivido”, conta.

O investigador disse não ser possível afirmar se o carro ou o caminhão estavam na contramão, porque os veículos se deslocaram na pista no momento do acidente.

Isabela teve alta do hospital e passa bem. Neste domingo, ela não quis falar com ninguém no HGE.

“Os pais ensinaram ela a não falar com estranhos, talvez por isso ela não falou”, explica Michele.

Os parentes informaram que os corpos de Anderson e Adriana foram liberados na tarde desta segunda (13), mas não há previsão de quando será o enterro.

O motorista do caminhão, José Batista dos Santos, 58, e seu ajudante, Jordan Araújo Santos, de idade ignorada, tiveram ferimentos leves e passam bem. Eles foram localizados nesta segunda e devem ser ouvidos pela polícia, sobre o acidente, nos próximos dias.