Incêndio destrói ônibus estacionados em garagem; veja vídeo

salvador
29.01.2018, 05:33:01
Atualizado: 29.01.2018, 14:00:36

Incêndio destrói ônibus estacionados em garagem; veja vídeo

Incêndio aconteceu durante a madrugada desta segunda. Explosões assustaram moradores

Um incêndio atingiu a garagem de ônibus do Consórcio Salvador Norte, da empresa Integra, na madrugada desta segunda-feira (29). As chamas começaram em um coletivo e se alastraram para os outros veículos que estavam estacionados no pátio, que fica na Avenida Santiago de Compostela, na garagem da antiga empresa BTU, no Parque Bela Vista, Brotas. Mais de 50 veículos foram destruídos. O local fica próximo a um posto de gasolina.

Maior parte dos veículos que estavam estacionados foi destruída
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Segundo informações do Centro Integrado de Comunicações (Cicom) da Secretaria da Segurança Pública (SSP), uma testemunha ligou para polícia por volta de 0h20. As explosões assustaram moradores durante a madrugada. O Corpo de Bombeiros foi acionado e a situação só foi controlada por volta de 4h20. Ainda não há informações sobre o que motivou o incêndio. 

Segundo Daniel Mota, diretor de comunicação do Sindicato dos Rodoviários, foram 58 ônibus queimados. "Isso nos preocupa muito, porque além da população perder esses ônibus, tem os trabalhadores que ficam sem trabalhar. Cada ônibus desse comporta cinco trabalhadores", explica. Ainda de acordo com ele, o fato de os tanques dos coletivos estarem cheios contribuiu para o fogo se alastrar com maior rapidez.

"Toda noite os tanques são cheios com óleo (diesel). As explosões dos tanques cheios foram fulminantes", completou Mota.

Apenas seis coletivos foram retirados da garagem. Um deles foi usado para derrubar um dos muros da garagem para que os outros coletivos fossem retirados. Uma mulher foi atendida pelo Corpo de Bombeiros pelo susto e inalação de fumaça. Ela foi medicada e liberada. Sete viaturas do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o local, impedindo a propagação do fogo para o depósito. 

Foto: Bombeiros/Divulgação

"Eu fui acordada pelo meu filho que, desesperado, pensava que era o supermercado  (Atakarejo) que estava pegando fogo. Todo o meu prédio acordou. Eu liguei a televisão e visitei alguns sites para saber o que estava acontecendo mas não encontrei nada. Como tem uma mata aqui perto fiquei com medo do fogo chegar até a minha casa",conta a bancária, Elisangela Galvão, 44 anos.

O esposo dela, o técnico do trabalho, Júnior Galvão, 24, se assustou com os estouros dos pneus dos veículos. " Foram cerca de 50 estouros. Foi aí que eu tive certeza que o incêndio era na garagem de ônibus, porque eu reconheci o barulho de pneu explodindo", acrescenta. O casal mora em Brotas.

De acordo com o secretário de Urbanismo e Transporte, Fábio Mota, 47 ônibus foram completamente incendiados e cerca de 10 ficaram parcialmente queimados. No total, afirma Mota, 60 veículos estão fora de circulação.

O incidente, afirma ele, deve afetar à população, mas a expectativa é que até o início da tarde novos ônibus do consórcio voltem a circular.

"O transporte deve ficar afetado agora pela manhã, mas veículos estão sendo remanejados. Também estamos realizando reuniões para buscar soluções operacionais, mas as empresas têm a obrigação de colocar novos veículos nas ruas", afirma o secretário acrescentando que cada ônibus custa, em média, R$ 400 mil.

Mobilidade
Os ônibus que foram destruídos atingidos pelas chamas atendiam aos bairros da Boca do Rio, Nordeste de Amaralina, Vale das Pedrinhas, Santa Cruz e Pituba, informou Mota. 

(Mauro Akin Nassor/CORREIO)
(Mauro Akin Nassor/CORREIO)
(Mauro Akin Nassor/CORREIO)
(Mauro Akin Nassor/CORREIO)
(Mauro Akin Nassor/CORREIO)
(Mauro Akin Nassor/CORREIO)
(Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Durante a madrugada alguns veículos de outras empresas foram remanejados para tentar diminuir os prejuízos.

O clima entre os rodoviários que trabalhavam na garagem é de tristeza. "É lamentável. Muito triste. A gente que sai de casa de madrugada com prazer pra rodar na cidade, pegar os passageiros e levar pra o trabalho, e agora a gente está impossibilitado de levá-los. É uma siutação muito triste", disse o cobrador Roque Messias, que trabalha no local há 8 anos, mas hoje não rodou. Mas, segundo o sindicato da categoria, os rodoviários foram remanejados para outros coletivos do consórcio.

Ele pediu que a população entenda as dificuldades da frota nesta segunda. "A gente que tem um amor de prestar esse serviço vem pedir que sociedade entenda a falta de serviço hoje. Vamos trabalhar pra que volte à normalidade", pediu.

Em nota, o Consórcio Salvador Norte, responsável pela garagem, lamentou o ocorrido. "Acordamos hoje com a notícia  de um incêndio de grandes proporções na garagem Iguatemi que  atingiu  60 ônibus porém sem nenhuma vítima. Todas as providências já estão sendo tomadas para normalizar a operação - o que acontecerá nas próximas horas. Apesar da tristeza no rosto das pessoas, a solidariedade e o comprometimento de amigos e colaboradores  farão com que  a família CSN continue cada vez mais unida e este desafio será rapidamente superado e a nossa vida continua para frente, pois juntos somos mais fortes e nada resiste ao trabalho".