Na base da atitude: conheça finalistas do concurso Garota da Base

bahia
29.11.2017, 02:00:00
Parte das finalistas participam de ensaio geral para final de concurso (Foto: Betto Jr./CORREIO)

Na base da atitude: conheça finalistas do concurso Garota da Base

Vencedoras de seletivas fizeram último ensaio; escolha sua preferida

Elas chamam a atenção por onde passam. Umas mais altas, outras nem tanto. Algumas optam por raspar o cabelo, já outras deixam as madeixas crescer. Milhares de likes, acessos e compartilhamentos fazem parte das suas rotinas nas redes sociais. Parece até descrição de artista, não é? Mas trata-se das finalistas do concurso Garota BCS 2017 – Base Comunitária de Segurança, organizado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Onze das 18 candidatas foram até a Base Comunitária do Calabar, em Salvador, para realizar o último ensaio antes da disputa, na tarde desta terça-feira (28), e mostraram que vieram com graça e vontade de vencer. 

CLIQUE AQUI PARA ESCOLHER SUA CANDIDATA PREFERIDA

Jovens de diferentes bairros da capital e do interior do estado, com idades entre 16 e 21 anos, elas foram selecionadas para participar da grande final do concurso, que ocorre nesta quinta-feira (30), no Hotel São Salvador, no Stiep, a partir das 17h.

As garotas foram escolhidas em seletivas ocorridas entre os meses de setembro e outubro. Em cada base, 15 candidatas disputaram a chance de representar as comunidades onde moram.

“A gente começou esse projeto com a intenção de aproximar os moradores da comunidade, mas enxergamos uma oportunidade de promover a interação das meninas com o mercado de trabalho”, diz a capitã Maria Oliveira, gerente do projeto. 

Faz “cara” de Garota BCS
Os sorrisos tensos nos rostos de algumas candidatas expressavam ansiedade. Enquanto tentavam se ajeitar em duas fileiras, o orientador do concurso, Pepê dos Santos, gritava: “Faz cara de miss, cara de Garota BCS”. As recomendações, segundo ele, devem ser utilizadas na hora da disputa.

“Elas ficam ansiosas, mas é normal, porque muitas nunca passaram por uma situação como essa”, avalia ele. 

Para garantir o prêmio, não basta ter só beleza. “Tem que ter simpatia e equilíbrio para conquistar os jurados. É diferente de um desfile”, explica Pepê, que participou das três edições do evento.

Na final, as meninas farão três desfiles e serão avaliadas por uma banca composta por cinco jurados. As três primeiras colocadas receberão prêmios individuais, bolsas para cursos profissionalizantes e participação em ações de publicidade, além de book fotográfico. A vencedora irá representar as bases comunitárias pelo período de 12 meses.

 Conheça um pouco mais sobre algumas finalistas:

Tiffany Cairo (Foto: Betto Jr./CORREIO)

A empoderada do Calabar
Tiffany Cairo, 18 anos, é moradora do bairro do Calabar e faz curso técnico na área de Estética. Vestida com um longo vestido rosa, ela fez questão de preparar maquiagem e cabelo para o ensaio. “Escolhi essa roupa porque acho que combina. Quero ganhar esse concurso por uma questão de empoderamento”, comentou a jovem. 

Dailane do Carmo (Foto: Betto Jr./CORREIO)

A confiante da Chapada do Rio Vermelho
Estudante do curso técnico de Administração, Dailane do Carmo, 18, representa a Chapada do Rio Vermelho (BCS Nordeste de Amaralina). Com uma saia midi e uma cropped, ela mostrou as belas curvas e fez questão de dizer: “O corpo é de genética mesmo. Não faço muita coisa”. A jovem diz que pretende ganhar o concurso pelas mulheres da comunidade. “Quero vencer para representar as meninas do Nordeste e ter mais uma experiência”, conta.

Adrielle Bispo (Foto: Betto Jr./CORREIO)

A famosinha do Nordeste
Adrielle Bispo, 17 anos, tem 1,90 m de altura. Ela já terminou o ensino médio e faz alguns ensaios fotográficos. Famosinha na internet, ela sempre tem muitas curtidas e compartilhamentos nas fotos que posta nas redes sociais. “Já cheguei a ter 500 curtidas e ainda tem os compartilhamentos, né? Eu fico é me achando. Sou estourada”, brinca.

Elisabete Souza (Foto: Betto Jr./CORREIO)

A blogueirinha do Bairro da Paz
Se tem uma coisa que a estudante Elisabete Souza gosta de fazer é mudar. Ela já fez de tudo no cabelo: alisou, cacheou, já fez “o corte de Rihanna” e da última vez passou a máquina. "Minha mãe fala que eu sou maluca, mas eu gosto de moda. Quero ser estilista", revela. Com 1,70m de altura, ela também ostenta muitos likes no Facebook. “Já cheguei a ter mil”, comenta. 

Taine Moraes (Foto: Betto Jr./CORREIO)

A fechativa da Fazenda Coutos
“Se não for pra causar, eu nem vou”. Essa frase define bem a estudante Taine Moraes, 17 anos. Ela se diz que gosta de “fechar” com os looks e cabelo. “Ano passado eu fiquei insegura de participar do concurso, mas esse ano eu vim. Pintei meu cabelo de branco pra causar mais e chamar atenção”, conta. Apesar de gostar da área de moda, a estudante sonha em ser dançarina. “Gosto muito de dançar e, por conta disso, estou na dúvida da faculdade”, diz.

Islane Ferreira (Foto: Betto Jr./CORREIO)

A afrontosa do Uruguai
A estudante Islane Ferreira, 18, faz dieta e treina duas vezes por semana para manter o corpo. Todos esses cuidados são para garantir uma vaga como modelo. “Adoro essa área”, comenta ela. No desfile, ela optou por usar uma calça e uma cropped, que deixou o piercing no umbigo aparecer. O cabelo black pintado de branco mostra que a candidata gosta de ser diferente. “Do meu cabelo não abro mão. Amo causar com ele”, admite.

Keise Luana Santos (Foto: Betto Jr./CORREIO)

A ansiosa de Itinga
A estudante Keise Luana Santos, 16 anos, tem 1,70m de altura. Apesar da timidez, ela escancarou um “carão” na hora do ensaio geral para o desfile final, que ocorre nesta quinta. “Já participei de outro, mas sempre fico um pouco nervosa”, comenta ela, ao admitir certa ansiedade.

Samara Santana (Foto: Betto Jr./CORREIO)

A orgulhosa de Camaçari
A estudante Samara Santana saiu de Camaçari para vencer, garante a própria. Ela se mostrou decidida e com vontade de ganhar o concurso, durante o ensaio geral. “Gosto muito dessa área e quero ganhar o prêmio para representar minha comunidade”, falou, orgulhosa de sua origem.

Monique Eva (Foto: Betto Jr./CORREIO)

A apressadinha de Águas Claras
Monique Eva, 16 anos, é estudante do ensino médio. Com o cabelo black ruivo, ela era uma das candidatas mais baixinhas do concurso, mas não deixou de mostrar altivez. Apesar da atitude, admite certo nervosismo para o grande dia. “Estou é ansiosa pra chegar logo. Quero que todos do bairro vejam”, disse.