Com sobreviventes de tragédia, audiência discute segurança de lanchas

Audiência pública aconteceu na Câmara de Salvador e contou com participação de 120 pessoas; documentário foi lançado

Publicado em 16 de setembro de 2017 às 04:30

- Atualizado há 10 meses

Participantes da audiênica falaram sobre a segurança da travessia (Foto: Divulgação) O auditório do Centro de Cultura da Câmara de Salvador foi palco de um debate sobre a segurança da travessia Salvador-Mar Grande, na tarde desta sexta-feira (15). A audiência pública foi motivada pelo acidente com a embarcação Cavalo Marinho I, que deixou 19 pessoas mortas e uma adolescente desaparecida. A sessão contou com a participação de 120 pessoas. Entre elas, vereadores da capital e do município de Vera Cruz, deputados, advogados, além de familiares das vítimas e sobreviventes da tragédia. 

Durante a audiência, os sobreviventes Jorge Manuel Teixeira e Eduardo Aguadê relembraram momentos do acidente. “Eu expliquei pra eles que tudo o que se passou no dia que a lancha virou. Graças a Deus, fui um dos sobreviventes, mas as pessoas precisam saber que aquelas embarcações não podem conduzir vidas”, afirmou Jorge. Um documentário com relatos das vítimas do acidente também foi exibido na ocasião.

Uma das pautas discutidas no encontro foi a criação de um grupo de trabalho, formado pela Comissão de Defesa Consumidor (CDC), pelo Ministério Público do Estado (MP-BA), Defensoria Pública e outros órgãos. “Vamos provocar o Poder Judiciário para que os processos judiciais envolvendo a travessia passem a tramitar mais rápido”, comentou a vereadora Rogéria Santos. Segundo ela, a audiência é uma oportunidade de dar voz aos familiares das vítimas. “As pessoas já estão naturalizando o que aconteceu e nós precisamos fazer alguma coisa, porque a carga de dor de quem perdeu algum parente é muito grande”, completou. 

Questões como a falta de socorro às vítimas e a falta de identificação dos passageiros das lanchas também foram debatidas no evento. O vereador Neto Mola, de Vera Cruz, disse ao CORREIO que o grupo de trabalho vai entregar ao governo do estado uma documentação com todas as pautas discutidas nas audiências. O próximo encontro do grupo deve ocorrer do dia 15 de outubro. 

Luto Uma palestra acontecerá neste sábado (16) no Salão Paroquial de Vera Cruz, para parentes das vítimas da tragédia com a lancha Cavalo Marinho I. O tema será “Elaborando o processo de luto: a vida após a perda de entes queridos”.

O evento faz parte do plano de atendimento social realizado pela empresa CL Transporte Marítimo, dona da lancha acidentada, com a comunidade da Ilha de Itaparica e tem como objetivo auxiliar as vítimas do acidente na superação da dor e da tristeza.