Draco acompanha investigações sobre operação da PM em Sento Sé

Nove suspeitos de participar de quadrilha de assalto a banco foram mortos durante operação policial no último sábado (17)

Publicado em 19 de outubro de 2015 às 19:35

- Atualizado há 10 meses

O diretor do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), delegado Jorge Figueiredo, viajou na manhã desta segunda-feira (19) até o município de Sento Sé, no Vale do São Francisco, Norte da Bahia, para acompanhar as investigações da operação deflagrada no último sábado (17) pela Policia Militar (PM), que resultou na morte de nove suspeitos de participar de quadrilha de assalto a banco na região.

No domingo (18), a PM chegou a informar que dez suspeitos teriam sido mortos durante a operação, mas corrigiu, por meio de nota, a informação na tarde de hoje. Os corpos, que não tiveram as identidades informadas pela polícia, foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica Juazeiro, onde foram necropsiados e liberados. 

Segundo informações da Polícia Civil, o inquérito policial sobre as mortes está sob a responsabilidade do delegado Raimundo Guerra, titular da delegacia do município, e conta com apoio do Draco. O CORREIO entrou em contato com o delegado Figueiredo, mas não obteve retorno. Segundo a assessoria da Polícia Civil, tanto ele como Guerra encontram-se em deslocamento para Salvador.

O Ministério Público do Estado da Bahia (MPE) informou que aguardará a conclusão do inquérito policial para se manifestar sobre o caso, e a promotora substituta no município de Sento Sé, Lolita Macedo Lessa, recebeu, hoje pela manhã, um auto de prisão em flagrante sobre o caso. O MPE, no entanto, não soube explicar se o auto de prisão estava direcionado a algum dos suspeitos. O CORREIO também entrou em contato com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Seção Bahia), mas também não obteve retorno. Material apreendido com suspeitos mortos(Foto: Divulgação/PM)O caso De acordo com a nota divulgada hoje pela PM, dez homens armados iniciaram uma troca de tiros após se depararem com uma viatura da 96ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Sobradinho) na última quarta-feira (14). Um policial militar foi baleado na panturrilha durante o primeiro confronto. Ainda de acordo com a nota “uma grande força tarefa foi articulada para neutralizar a quadrilha, que é apontada como autora de diversas ações delituosas na região de Sento Sé”. A força tarefa foi composta por guarnições da 96ª CIPM, Rondesp Norte, CIPE Semiárido e Grupamento Aéreo.Após o primeiro confronto, “os 10 homens encapuzados fugiram por uma estrada vicinal do município, abordaram um ônibus e fizeram um refém”. Ainda de acordo com a nota da PM, na sexta-feira (16), “ao tentar assaltar uma motocicleta na região, um dos integrantes da quadrilha identificado como Romildo Augusto dos Santos disparou contra uma das guarnições que estavam na diligência. Na troca de tiros, Romildo foi atingido e após ser socorrido pela guarnição não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito”.Já no sábado, guarnições da força tarefa localizaram os outros nove suspeitos de integrar a quadrilha. “Os demais integrantes da quadrilha no povoado de Ponta D’água, a 160 km de Sento Sé, e foram recebidos a tiros quando anunciaram a voz de prisão. No confronto oito dos integrantes da quadrilha foram atingidos, um conseguiu fugir e o refém libertado sem ferimentos”.

No local onde os suspeitos foram mortos foram encontrados cinco fuzis, quatro pistolas, dois revólveres, munição, coletes balísticos, explosivos, vestimentas camufladas e balaclavas.