Requalificação e intervenções viárias dão nova cara à Avenida ACM

Trecho de três quilômetros foi inaugurado pelo prefeito ACM Neto

Publicado em 4 de setembro de 2017 às 23:22

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Mauro Akin Nassor/CORREIO

O aniversário de 90 anos de nascimento de Antônio Carlos Magalhães, comemorado nesta segunda-feira (4), foi lembrado com missa, sessão na Câmara dos Vereadores e um presente para os moradores de Salvador: a inauguração da nova Avenida ACM. As obras de requalificação e intervenções viárias feitas no trecho de três quilômetros entre o Parque da Cidade, no Itaigara, e o Posto dos Namorados, na Pituba, foram entregues em solenidade, no final da tarde, pelo prefeito da capital, ACM Neto. 

“É um dia de alegria, porque meu avô inaugurou essa avenida há 50 anos e como prefeito da cidade. Hoje estou aqui fazendo a mesmo”, disse Neto, que ressaltou que as obras são um testemunho do desenvolvimento econômico de Salvador.

Ex-morador da região, o prefeito enfatizou que sabe o quanto as intervenções viárias vão facilitar a vida de quem transita na avenida. ACM Neto, no discurso de inauguração, aproveitou para lembrar as homenagens ao aniversário do avô -  “Tem muito do meu avô em todas as homenagens que fizemos hoje, porque ele está presente aqui -; e também para agradecer à equipe responsável pela obra: “Nós estamos acompanhando e fiscalizando no dia a dia todos os problemas de Salvador. Acho que é uma responsabilidade muito grande, mas consigo fazer isso porque tenho uma equipe que veste a camisa”, completou. O prefeito ACM Neto e o presidente da Rede Bahia, Antonio Carlos Junior descerraram a placa de inauguração (Foto: Betto Jr./CORREIO) A cerimônia contou com a participação do presidente da Rede Bahia, Antônio Carlos Júnior, de dona Rosário Magalhães, da diretora e acionista do CORREIO, Renata Correia, e de secretários municipais e vereadores. 

Ação integrada

Segundo o secretário Municipal de Urbanismo (Sucom), Guilherme Bellintani. “Essa obra é fruto de uma ação integrada de diversos órgãos municipais. Fico feliz em ter participado do projeto”, disse. 

A ação faz parte do programa Salvador 360 e é fruto de um Termo de Acordo e Compromisso (TAC), assinado em junho de 2016, entre a administração municipal, por meio da Sucom, e a Petros, o fundo de previdência dos funcionários da Petrobras, em contrapartida à construção da Torre Pituba, sede da companhia petrolífera, no Itaigara. 

A obra, segundo o prefeito ACM Neto, contou com investimento total de R$ 42 milhões, sendo R$ 36 milhões da Petros e o restante com recursos próprios da prefeitura.

Ao todo, a requalificação da Avenida ACM durou um ano para ser concluída e resultou em uma série de mudanças na região. Quem passar em frente ao shopping Max Center, por exemplo, vai encontrar um novo acesso para a região do Iguatemi. Já no sentido oposto, após o Edifício ServiCenter, a via marginal ganhou sentido único em direção à orla e um novo acesso em frente à escola de ballet Rosana Abubakir. 

As intervenções também contemplaram a eliminação de um acesso antigo nas proximidades do shopping Paseo e a implantação de corredores exclusivos no canteiro central para o projeto do futuro BRT (Bus Rapid Transit). O acesso para a Petrobras e o Alto do Parque ganhou uma nova ligação. 

Pedestres e usuários de ônibus

O secretário Guilherme Bellintani enumerou ainda as cinco novas baias de ônibus, duas novas passarelas, a iluminação e o paisagismo. “É uma importante obra porque afeta os moradores das áreas residências do entorno da avenida ACM e as pessoas que passam todos os dias pela região”, afirmou.  

Para ele, a obra é resultado de uma ação integrada: “A gente tem as intervenções, a questão do paisagismo, a sinalização eletrônica e a criação de novas baias de ônibus. Todas essas ações foram feitas por cada setor da prefeitura”, completou.

Quem trafega na área vê com otimismo as mudanças. É o caso da motorista de transporte escolar Fernanda Leite, 23. Moradora do Parque Júlio César, ela precisa passar todos os dias pelas regiões da Pituba e Itaigara para levar as crianças até a escola. Fernanda conta que perdia tempo no trânsito antes da reforma. 

“A entrada do Júlio César mudou e eu não preciso mais pegar todo aquele trânsito. Dá para economizar 20 minutos no meu tempo e ainda gasto menos combustível”, disse. Outro ponto que ela ressaltou foi a questão das sinaleiras. “O tráfego também melhorou depois que as sinaleiras foram retiradas”, completou. 

Confira dez mudanças da nova avenida ACM

Corredores. Para expandir o BRT (Bus Rapid Transit), as obras da Nova ACM implantaram corredores exclusivos no canteiro central.

Acessos. Uma das intervenções eliminou um antigo acesso nas proximidades do shopping Paseo. Essa medida tem o objetivo de acabar com as retenções da via.

Retornos. Com o propósito de diminuir os congestionamentos e melhorar os fluxos dos carros, as obras mudaram alguns retornos. Um exemplo é o do Max Center, que melhorou o caminho de quem vai para o Shopping da Bahia. Outro exemplo é o da via do Edifício ServiCenter, que ganhou sentido único em direção à orla e um novo acesso em frente a escola de ballet Rosana Abubakir.

Mão Dupla. Quem mora no Parque Júlio César deve seguir pela Alameda Benevento, que começou a operar com sentido duplo. 

Pontos de Ônibus. São cinco novas baias (recuos) de ônibus. Duas no sentido Iguatemi e três no sentido orla. Essa medida visa desafogar o tráfego na região principal.

Sinalização Eletrônica. Quem passar pelo local vai encontrar uma rede de semáforos inteligentes, com 17 equipamentos novos. Os antigos foram remanejados. 

Passarelas. Para oferecer segurança e mais acessibilidade aos pedestres, a obra instalou duas novas passarelas, uma na frente do Shopping Paseo e outra próxima ao Posto dos Namorados. A passarela que fica na frente do Pituba Parque Center também foi ampliada.  

Iluminação. A iluminação também se modernizou. Um investimento de R$ 500 mil substituiu as luminárias de vapor metálico por lâmpadas LED de 143 watts. Também foi promovida a implantação de novos postes e pinturas

Paisagismo. A Nova ACM está sustentável. Com plantio de mais de 110 mudas de espécies da Mata Atlântica, como ipês, oiti e pau-brasil.

Praça. Também fruto da TAC, a Praça Myryam Fraga foi inaugurada em maio deste ano e instalada em uma antiga área abandonada do Itaigara. Agora, o espaço ganhou quadra de esportes com gramado, miniciclovia, brinquedos infantis e pontos de bate-papo e confraternização.