brasil

Cerca de 76% dos caminhoneiros buscam sexo nas estradas

A pesquisa aponta que 33% dos caminhoneiros já apresentaram algum tipo de DST

  • D
  • Da Redação

Publicado em 3 de janeiro de 2009 às 21:07

 - Atualizado há um ano

Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (UnB) aponta que 76% dos caminhoneiros brasileiros buscam sexo nas estradas.  De acordo com o responsável pelo estudo, professor Elias Marcelino da Rocha, poucos são os que procuram os centros de sáude, apesar da alta exposição a doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

A pesquisa entrevistou 240 caminhoneiros de todo o Brasil, com foco nos estados de Rondônia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo. Rocha afirmou que, além da solidão e da distância das suas mulheres, o machismo também tem papel forte na procura por sexo nas estradas por caminhoneiros brasileiros.

A pesquisa aponta que 33% dos caminhoneiros já apresentaram algum tipo de DST, mas que o percentual se refere, em grande parte dos casos, à blenorragia – doença conhecida como gonorréia e que o maior receio dos caminhoneiros é em relação às transmissão do vírus HIV.(Com informações da Agência Brasil)