Sete morrem em confronto com polícia em Sergipe; suspeitos integravam facção criminosa

Cerca de 100 agentes participaram da ação que cumpriu 23 mandados de busca e apreensão

Publicado em 29 de novembro de 2023 às 23:57

null Crédito: SSP-SE

Sete suspeitos de integrar uma facção criminosa morreram em confronto com policiais durante uma operação realizada na manhã desta quarta-feira, 29, em cidades do sul do estado de Sergipe. Outros dois suspeitos foram presos.

Conforme a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe, os homens mortos estavam armados e reagiram com violência à abordagem dos policiais. Cerca de 100 agentes participaram da ação que cumpriu 23 mandados de busca e apreensão nas cidades de Cristianópolis e Tomar de Geru, onde se deram os confrontos.

Conforme a SSP, os criminosos fazem parte de uma facção com sede na Bahia, especializada em homicídios, tráfico de drogas e assaltos violentos. De acordo com o delegado Josenildo Brito, que esteve à frente da Operação Cristianópolis, os trabalhos tiveram início a partir de denúncia anônima apontando o presidiário Michel Silva Pena como líder de um grupo investigado por tráfico de drogas e homicídios no município de Tomar do Geru, que fica a 134 km de Aracaju, capital sergipana.

Mesmo preso no complexo penitenciário de São Cristóvão, na Grande Aracaju, Michel comandava esse grupo criminoso, que tem ramificações pela região de Cristianópolis, a 120 km da capital sergipana. Conforme Brito, a investigação apontou que esse grupo entrou em disputa territorial com outra organização criminosa do conjunto Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro, na região metropolitana, comandada por outro suspeito que não teve a identidade divulgada.

A rivalidade acirrada vinha causando conflitos armados e violentos na região sul do estado. Ainda segundo a SSP, Michel está preso, acusado do latrocínio que vitimou o policial militar Nabal Gomes de Menezes, na zona rural de Tomar Geru, em 2015. O PM era 3.o sargento e deixou esposa e três filhos. Na conta da facção de Michel estão também um homicídio consumado e outros cinco tentados, entre os meses de agosto e novembro deste ano, em Cristianópolis.

Segundo o delegado, os crimes estão relacionados com a disputa pelo controle de pontos de vendas de drogas e do comando da facção de Michel. Ele também foi alvo de mandado de busca e apreensão e, em sua cela, os agentes encontraram um celular e um canivete. Os corpos dos investigados mortos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Aracaju e ainda não tiveram a identidade confirmada.

A operação da Polícia Civil teve apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) e unidades especializadas da Polícia Militar. De acordo com a SSP, a ação faz parte dos esforços das autoridades de combater o crime organizado. Segundo a polícia, Sergipe sofre infiltração de criminosos ligados à facção Bonde do Maluco, da Bahia, mas também está na mira do Comando Vermelho (CV), originário do Rio, e da paulista Primeiro Comando da Capital (PCC).

A reportagem não conseguiu contato com a defesa que atua no processo criminal da justiça contra Michel Pena.