Técnica de enfermagem teve pescoço quebrado com 'mata-leão'; ex é suspeito do crime

Ela deixa dois filhos, um menino de 14 anos e uma menina de 3 em São Paulo

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 17 de março de 2024 às 18:05

A técnica de enfermagem Elda Mariel Aquino Fortes Crédito: Reprodução

A técnica de enfermagem Elda Mariel Aquino Fortes, 29 anos, foi espancada até a morte neste sábado (16) na cidade de Lorena, São Paulo. O crime aconteceu na casa onde ela morava com os dois filhos. O ex-namorado é o principal suspeito.

Segundo o boletim de ocorrência, Elda teve o pescoço quebrado possivelmente por um golpe 'mata-leão', além de várias lesões no rosto e sinais de asfixia.

Elda havia registrado um boletim de ocorrência contra o ex-namorado por violência doméstica em janeiro deste ano.

A Polícia Civil de São Paulo informou que trata o caso como feminicídio e que o ex-namorado é o principal suspeito, segundo o g1 São Paulo.

A maternidade da Santa Casa de Lorena, onde Elda trabalhava, publicou uma homenagem à funcionária nas redes sociais. A técnica de enfermagem foi descrita como “dedicada e comprometida” com o bem-estar dos pacientes.

“Elda deixa um legado de amor, cuidado e profissionalismo em sua trajetória na Maternidade SUS, da Santa Casa de Lorena, desde fevereiro de 2022. Sua presença será profundamente sentida por todos que tiveram o privilégio de conhecê-la e compartilhar momentos ao seu lado”, diz o post publicado pela Santa Casa.

Ela deixa dois filhos, um menino de 14 anos e uma menina de 3.