NO CIRCUITO

Prefeito faz balanço e curte folia com Psirico: 'Carnaval de Salvador é único'

Prefeito marcou presença, nesta sexta-feira (9), na Barra com aliados e disse que a capital baiana é "diferenciada"

  • Foto do(a) author(a) Gil Santos
  • Gil Santos

Publicado em 9 de fevereiro de 2024 às 22:45

Depois de desfilar com Xanddy e Léo Santana, Bruno Reis  subiu no trio com Márcio Victor na sexta-feira
Depois de desfilar com Xanddy e Léo Santana, Bruno Reis subiu no trio com Márcio Victor nesta sexta-feira Crédito: Valter Pontes/Secom

O segundo dia de Carnaval do prefeito Bruno Reis (União Brasil) foi atrás do Psirico, no circuito Dodô (Barra/Ondina). Ele contou que é fã de Márcio Victor e sua turma, lembrou que já participava do desfile do Psi antes de ser gestor e que manteve a tradição depois da eleição. Na última segunda-feira (5), ele já havia desfilado com Xanddy Harmonia, durante a Melhor Segunda-Feira do Mundo, e na terça-feira com Léo Santana, no Pipoco.

"Vamos esperar Márcio Victor passar aqui (na frente do camarote) e desfilar com ele no circuito Barra/Ondina. Não é o primeiro ano. Há muitos anos no Carnaval fazemos esse desfile com o Márcio Victor, com quem tenho um carinho especial, é um grande amigo, nos convidou e vamos desfilar com ele. Sou fã", afirmou o prefeito minutos antes de subir no trio.

O verbo foi usado no plural porque ele estava acompanhado do ex-prefeito ACM Neto (União Brasil) que também faz parte dos admiradores do Psirico. Neto avaliou positivamente o primeiro dia de Carnaval e contou que está pronto para aproveitar a festa como folião.

"Eu fiquei preocupado com a chuva que aconteceu pela manhã, mas o prefeito e eu vamos manter a tradição de toda sexta-feira acompanhar Márcio Victor e dançar bastante em cima do trio. É muito tempo de amizade, bem querer e de admiração por Márcio e, sem dúvida alguma, Psirico é uma das maiores bandas da Bahia", declarou.

A comitiva de Bruno Reis chegou no circuito por volta das 18h30 e, primeiro, o gestor foi ao camarote da Prefeitura, onde concedeu entrevista aos jornalistas. Bruno Reis fez uma avaliação do primeiro dia de Carnaval. Disse que a festa começou bem. Lembrou que o encontro de trios na Praça Castro Alves atraiu uma multidão, afirmou que os serviços funcionaram bem e fez uma análise dos atrativos da folia de Momo em Salvador.

“Pelos números, todas as operações, seja na saúde, com número de atendimentos, ou no transporte de passageiros, graças a Deus, mostram que foi um dia de sucesso. Sempre há problemas que ocorrem aqui e ali, e nós realizamos reuniões para corrigi-los e ter uma operação ainda melhor”, declarou.

"Temos tantos diferenciais, tanta coisa que faz com que o Carnaval de Salvador seja único, seja um Carnaval excepcional. Primeiro, a história, a nossa cultura, as nossas tradições, nossos valores que vêm dos bairros e das comunidades, dos quatro cantos da cidade e que hoje estão desfilando nos circuitos. Esse diferencial só Salvador tem. Quando se fala dos artistas do Carnaval, 90% são baianos", afirmou.

O trio de Psirico entrou no circuito por volta das 20h ao som de “Toda Boa”, um dos sucessos do cantor. Bruno Reis e Neto alcançaram o bloco minutos depois e, lá de cima, meteram dança e caíram no agito como clássicos foliões.

Tranquilidade

Mesmo com um grande volume de foliões nas ruas na quinta-feira, o primeiro dia oficial de Carnaval foi considerado tranquilo. O Núcleo de Estatística da Guarda Civil Municipal (GCM) contabilizou apenas duas ocorrências. No circuito Barra-Ondina, houve a apreensão de uma arma branca com um ambulante. Já no circuito Batatinha (Pelourinho) ocorreu um furto contra um turista.

Outro dado positivo no primeiro dia da festa, segundo a prefeitura, foi a melhoria na fluidez do trânsito nas vias próximas aos circuitos, com aumento de 13% da velocidade média, de 24,9 km/h para 28,1 km/h. Também houve redução de 22% dos casos de agressão em relação ao primeiro dia da festa em 2023 e ausência de casos por arma de fogo.

O Correio Folia tem apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador