Campeã Mundial de levantamento de peso Aline Facciolla é pega no doping

Aline testou positivo para anabolizante normalmente usado em cavalos. Federação Internacional aguarda contraprova

Publicado em 3 de fevereiro de 2016 às 10:42

- Atualizado há um ano

Atual campeã mundial de levantamento de peso na categoria sub-17, a carioca Aline Facciolla, de apenas 16 anos, foi suspensa provisoriamente pela Federação Internacional (IWF) por testar positivo para esteroide anabolizante boldenona, utilizados em cavalos. Natural da comunidade do Acari, no Rio de Janeiro, Aline treina diariamente no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan) da Marina e é mais forte do que qualquer menino de 17 anos. Ela bateu o recorde brasileiro da categoria até 48kg ao levantar 169kg na soma de arranco e arremesso, durante o Campeonato Sul-Americano, em dezembro, no Peru. O recorde na categoria masculino até 50kg é de 175kg. Aline bateu o recorde da categoria até 48kg durante o Campeonato Sul-Americano, em dezembro, no Peru(Foto: Divulgação)A IWF aguarda a contraprova para levar a brasileira a julgamento. Além de Aline, Alexsandra de Aguiar Gonçalves, de 16 anos, também testou positivo para a mesma substância. Ela também é atleta do Cefan. Procurada pelo jornal Estadão, a Confederação Brasileira de Levantamento de Peso preferiu não comentar o assunto. Os casos das levantadoras aumentam a lista de atletas brasileiros envolvidos em casos de doping. Medalha de bronze no Mundial de boxe em 2014, Clélia Costa foi suspensa por dois anos depois de cair no exame antidoping. Ciclismo, natação e atletismo também registraram casos nos últimos anos.