Ex-dirigente da Fifa diz que nunca soube de acordos entre Blatter e Platini

"Eu era membro do comitê executivo da Fifa e Blatter deveria nos reportar sobre isso", disse Lennart Johansson

Publicado em 13 de outubro de 2015 às 13:27

- Atualizado há 10 meses

O ex-dirigente da Fifa e da Uefa, o sueco Lennart Johansson, afirmou que Joseph Blatter e Michel Platini nunca revelaram o pagamento de dois milhões de francos suíços (R$ 8 mi) pagos pelo presidente da Fifa ao mandatário da Uefa.

"Eu era membro do comitê executivo da Fifa e Blatter deveria nos reportar sobre isso (pagamento a Platini), mas ele nunca nos falou. Eu nunca ouvi falar disso na Fifa". Johansson foi presidente da Uefa entre 1990 e 2007, quando passou o cargo para Platini.Michel Platini e Johansson Lennart(Foto: AFP)O dinheiro pertencia à Fifa e, segundo Blatter, foi pago a Platini por serviços prestados entre 1999 e 2002. O pagamento, por sua vez, ocorreu em 2011, nove anos após a suposta prestação dos serviços.

O repasse motivou o comitê de ética a solicitar punição aos dirigentes. Como resultado, Blatter e Platini foram suspensos por três meses das atividades envolvendo a entidade maior do futebol.

Johansson se sentiu enganado por não ter sido informado da transação. "O Platini poderia ter dito: 'Eu tenho um contrato com o Blatter e vocês podem criticar. Mas essa é a verdade. Esse dinheiro eu recebi e gostaria que vocês soubessem disso'", comenta o ex-presidente da Uefa.

[[saiba_mais]