Kleiton Domingues e Victor Ramos são as novas apostas do Vitória

Meia e zagueiro esperam entrar o ano novo com pé direito

Publicado em 1 de janeiro de 2009 às 17:29

- Atualizado há 9 meses

Kleiton Domingues e Victor Ramos são as novas apostas do time do Vitória para o ano de 2009. Depois de revelar talentos como: Marquinhos, Marcelo Cordeiro e Williams em 2009, o rubro-negro baiano espera repetir a dose nesse novo ano.

Kleiton Rodrigues tem o desafio de jogar como profissional em 2009

Segundo João Paulo, coordenador das categorias de base do Leão, Kleiton tem tudo para dar certo no profissional. Ele carrega no sobrenome a marca do possível sucesso. Irmão de Leandro Domingues, outra cria do Vitória jogará na mesma posição que ele, meia do time baiano. 'Tem as mesmas características que o irmão dele. Joga na mesma posição, tem o mesmo biótipo, gosta de arrancar com a bola dominada e tem velocidade. Só a personalidade que difere, é mais extrovertido. Era o nosso capitão aqui nos juniores. É um jogador de grupo e muito querido no clube', afirmou o coordenador em entrevista ao site do GLOBOESPORTE.COM.

Victor Ramos: zagueiro tem a confiança do treinador do Vitória

O jogador já fazia parte dos times de base do rubro negro baiano desde os 12 anos e não esconde a expectativa para iniciar a carreira como profissional. 'Já vinha treinando no elenco principal. Estou muito empolgado. Sempre me espelhei no meu irmão. Tive a oportunidade de jogar ao lado dele na última partida do Brasileirão, contra o Vasco. Quero ser titular ao lado dele na próxima temporada', disse Kleiton.

A aposta do clube para a zaga é o jogador Victor Ramos que estreou no profissional contra o Atlético-PR e tem a confiança de Vágner Mancini, treinador do Vitória, que preferiu não renovar o contrato com o experiente Marcelo Batatais. 'Acho que a expectativa para o ano que vem é positiva. Estou com 19 anos. Cheguei ao clube com dez anos de idade. Tive até oportunidade de ir embora, mas o clube sempre me apoiou, me deu moral. Profissional é outra coisa em termos de visibilidade. Vou procurar dar a melhor resposta ao professor Mancini, assim como fiz contra o Atlético-PR', revelou o zagueiro.

Para o coordenador das categorias de base do clube baiano, João Paulo, o jogador é 'técnico, tem boa estatura. O técnico Vágner Mancini gosta muito dele e hoje é o nosso capitão', completou ele.