Edital passa a financiar projetos com foco na criação

Caminhada Rumos, que divulga o programa, passará por Salvador no dia 12 de setembro

  • Foto do(a) author(a) Mari Leal
  • Mari Leal

Publicado em 21 de agosto de 2023 às 06:00

Edital investirá até R$ 100 mil em projetos de criação artística
Edital investirá até R$ 100 mil em projetos de criação artística Crédito: Shutterstock

Tempo e financiamento para criar. É esta a grande novidade de um dos mais consolidados editais privados para a área cultural no Brasil, o Rumos Itaú Cultural, que, em sua 20ª edição, irá financiar em até R$ 100 mil ações ou etapas para o desenvolvimento de projetos de criação artística relacionados à arte e cultura brasileiras.

As inscrições de projetos concebidos em diferentes suportes, formatos, mídias e linguagens - arte e tecnologia, artes visuais, design, arquitetura, moda, gastronomia, audiovisual, circo, dança, literatura, performance, música, teatro, games e HQ – podem ser feitas até o dia 22 de setembro. O resultado final será divulgado no dia 6 de maio de 2024.

“Uma pessoa pode, por exemplo, decidir fazer a partitura de uma música, mas não necessariamente ela vai gravar ou publicar”, exemplifica Valéria Toloi, gerente no Núcleo de Formação do Itaú Cultural e responsável pela atual edição do Rumos, ao explicar a alteração.

“O que a gente está propondo é tempo de criar. Essa demanda surgiu do próprio Rumos. É uma demanda que a gente ouve nas Caminhadas, são os projetos inscritos em maior quantidade em edições anteriores e é um dos focos do Itaú. Foi uma vontade nossa, a partir de uma abertura da cultura de vários editais que estão sendo lançados e que priorizam a circulação, que a gente pudesse trazer para o artista um tempo para que ele possa pensar. Quando a gente dá esse tempo de criar a gente também, de alguma forma, democratiza a participação”, acrescenta.

Seleção

Os projetos aprovados deverão ser concluídos em até 18 meses a partir da assinatura do contrato. A seleção será realizada em três etapas: avaliação de critérios do programa; seleção, na qual serão avaliadas características de singularidade, relevância e consistência da proposta, e, por fim, a etapa da viabilidade técnica, financeira e jurídica.

O Rumos tem abrangência nacional e as comissões de avaliação somam mais de 50 pessoas. A valorização das diferenças regionais também é um dos pontos importantes da proposta.

“Esse é um papel das comissões, tanto de avaliação como seleção. As pessoas que estão nas comissões são diversas, tanto do ponto de vista regional quanto de pautas que são importantes para nós, como raça, gênero, acessibilidade e tantas outras. É um papel nosso olhar e nos provocar como o Brasil está representado ali”, pontua Valéria.

Não são considerados projetos de criação artística propostas de encontros, cursos, oficinas, seminários, mostras, festivais, feiras, circulação, preservação, restauração, higienização, catalogação, organização e recuperação de acervos e programas de formação.

As submissão de projetos ocorre no ambiente online, no endereço rumositaucultural.org.br.

Caminhada Rumos

A programação geral do edital também contempla a Caminhada Rumos, ação pela qual equipe do Itaú Cultural percorre os estados brasileiros para dialogar com a classe artística, tirar dúvidas e trocar informações. Em Salvador, a edição está programada para o dia 12 de setembro, no Teatro Jorge Amado. O horário será divulgado em breve.