20 VEZES INTER!

Inter de Milão vence o Milan e conquista título do Campeonato Italiano

Troféu foi alcançado com cinco rodadas de antecedência

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 22 de abril de 2024 às 18:16

Inter de milão
Inter de Milão conquistou o Campeonato Italiano pela 20ª vez na história Crédito: Divulgação/Inter

A Inter de Milão conquistou nesta segunda-feira seu 20º título do Campeonato Italiano. E a conquista, em campanha impecável e cinco rodadas de antecedência, veio com triunfo diante de seu maior rival, o Milan, por 2 a 1, no San Siro. O novo título serve para isolar a equipe como a segunda maior vencedora da competição, atrás somente da Juventus, com 36, e agora deixando a adversária em terceiro, com 19.

Graças a gols de Acerbi e Thuram, a Inter voltou a dar a volta olímpica na Itália após três anos. Havia sido campeã na temporada de 2020/21 e agora volta a celebrar o troféu ao chegar aos 86 pontos, frutos de 27 vitórias e outros cinco empates. A campanha marca uma única derrota.

Foi o quinto título do técnico Simone Inzaghi no comando da Inter, mas o primeiro da Série A italiana - tinha três Supercopa da Itália e uma Copa da Itália. Desta maneira, a enorme festa feita pelo treinador com o apito final. Como jogador, havia celebrado um Italiano em 1999/2000 com a Lazio.

A Inter pisou no gramado do San Siro - nome usado do estádio de Milão quando o Milan é o mandante - disposta a não desperdiçar a primeira chance de confirmar o título. Logo de cara, foi criando chances e mostrando certo nervosismo. O artilheiro Lautaro Martínez perdeu sem goleiro, na pequena área, ao errar o toque para as redes.

Mas o gol veio rápido. Logo aos 18 minutos, cobrança de escanteio ensaiada, Pavard desvia e, também de cabeça, Acerbi abre o marcador. Querendo estragar a festa do rival, o Milan respondeu com boa finalização de Rafael Leão.

Em clássico disputado em alta velocidade e com equipes jogando bola, os goleiros viraram responsáveis por evitar mais gols na primeira etapa. Em um contragolpe preciso, a Inter teve tudo para ampliar aos 37 minutos. Thuram recebeu livre e bateu colocado. A bola passou muito perto da trave. O jogador lamentou o erro. A falha quase custou o empate não fosse defesa gigante de Sommer em bomba de Calabria.

Antes do intervalo, foi Mkhitaryan quem desperdiçou a oportunidade de deixar os líderes com imensa vantagem no placar. Thuram rolou, a zaga afastou mal e o meia armênio bateu com força, mas Maignan defendeu bem.

O começo do segundo tempo veio com mais festa da Inter. Lançamento longo para Thuram dominar e bater no contrapé de Maignan. Com 2 a 0, a euforia tomou conta dos torcedores, que viam a equipe abrir incríveis 17 pontos sobre o vice-líder Milan, com 69.

Com o trabalho bastante questionado no time rubro-negro, o técnico Stefano Pioli resolveu colocar a equipe mais na frente com entradas de Giroud, Bennacer e Chukwueze. Mais ofensivo, o Milan precisou de 34 minutos para diminuir. Sommer salvou a primeira, mas no rebote, o zagueiro Tomori mandou às redes.

Até então sem conseguir grandes chegadas, o Milan "renasceu". E a torcida soltou a voz em alto e bom som para evitar festa do arquirrival. Inzaghi, que via sua equipe até então tranquila em campo, reforçou a marcação para evitar o empate. Mesmo assim, viu Sommer trabalhar bem.

A Inter apostou na troca de passes e na administração da bola nos minutos finais. Irritados, os jogadores do Milan paravam as jogadas nas faltas, tudo o que a rival queria para fazer o tempo passar. Nos acréscimos, confusão em campo com Dumfries e Theo Hernández partindo para a briga. Os times evitaram o pior, ambos foram expulsos, mas o clima voltou a esquentar com Calábria agredindo outro jogador da Inter. Novo vermelho, apito final e a festa da Inter se confirmou.

No outro jogo do dia no Campeonato Italiano, a Roma foi surpreendida em casa, com derrota por 3 a 1 diante do Bologna. Os visitantes abriram 2 a 0 com El Azouzi e Zirkzee, Azmoun ainda diminuiu, mas Saelemaekers fechou o placar.