Torcida de fé: rubro-negros vão ao Bonfim agradecer título inédito do Vitória

Clube se sagrou campeão da Série B do Brasileiro com duas rodadas de antecedência

  • Foto do(a) author(a) Daniela Leone
  • Daniela Leone

Publicado em 15 de novembro de 2023 às 14:29

O médico Flávio Feitosa e o autônomo Daniel Novaes foram à Igreja do Bonfim agradecer a conquista do título da Série B pelo Vitória
O médico Flávio Feitosa e o autônomo Daniel Novaes foram à Igreja do Bonfim agradecer a conquista do título da Série B pelo Vitória Crédito: ARISSON MARINHO / CORREIO

Uma glória inédita do tamanho da gratidão da nação rubro-negra. Muitos torcedores do Vitória aproveitaram a folga no feriado para ir à Igreja do Senhor do Bonfim agradecer o primeiro título nacional do clube do coração.

“Esse título representa tudo. O Vitória é nossa vida, nosso orgulho, nosso amor, nosso chão”. Há 43 anos eu espero por esse momento. Foi algo inédito e a gente tinha que vir aqui agradecer a Deus a oportunidade de ver o que muitos torcedores não tiveram oportunidade”, afirmou o médico Flávio Feitosa, 43 anos.

Ele e o amigo Daniel Novaes, 23 anos, viajaram à cidade de Novo Horizonte, no interior de São Paulo, e acompanharam de perto o Vitória vencer o Novorizontino de virada, por 2x1, no estádio Jorge Ismael de Biase, no último domingo (12).

O resultado permitiu que o Leão se sagrasse campeão da Série B do Brasileiro na noite de terça-feira (14), graças ao tropeço do Criciúma contra o Guarani, no fechamento da 36ª rodada.

Flávio e Daniel acompanharam o jogo dos rivais pelo celular e, no apito final, dispararam um foguetório em um condomínio da Avenida Paralela. Precisavam agradecer tantos momentos de felicidade.

“A gente esperou muito por isso. Tantos esperaram e não conseguiram ver e eu, tão novo, estou conseguindo ver, ter essa emoção, essa felicidade. É agradecer a Deus por esse momento”, vibrou o autônomo Daniel Novaes.

O advogado Davi Carvalho, 42 anos, foi à igreja acompanhado dos filhos Rafael, 8 anos, e Maria Luísa, 6. Todos devidamente uniformizados deram graças à galera que fez a diferença na arquibancada. “Eu vim agradecer à força da torcida. Foi quem fez com que o time subisse. Carregou da Série C à Série A e ao título”, pontuou Davi.

Ao longo desta Série B, 405.620 pagantes estiveram no Barradão, em 18 jogos. E esse número vai aumentar, já que os ingressos para a despedida do estádio na temporada estão esgotados. No sábado (18), às 17h, o Vitória recebe o Sport, na penúltima rodada da competição.

Torcedor do Bahia, o diácono da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, Jorge Alberto Alves, reconheceu o feito do principal rival tricolor e previu um aumento do número de rubro-negros na igreja nos próximos dias. “Muitos torcedores já vieram e acredito que ainda virão mais para agradecer. Fizeram uma campanha bonito e merecedora”, disse.

Os rubro-negros querem tanto agradecer o título inédito que estão amarrando as fitinhas do Senhor do Bonfim sem nem fazer pedidos. “O momento não é tanto de pedir, até porque nos surpreendeu. No começo do ano, a gente não tinha essa esperança”, disse o administrador Patrick Martins, 40 anos, se referindo às eliminações precoces no Campeonato Baiano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil, lamentadas no primeiro semestre.

“Agora a gente vai agradecer e comemorar. Ano que vem a gente deixa para o ano que vem”, concordou Daniel Novaes.