Vitória deve encarar a Chapecoense com time misto na última rodada da Série B

Com acesso e título garantidos, rubro-negro joga apenas para cumprir tabela

  • D
  • Da Redação

Publicado em 20 de novembro de 2023 às 14:20

Welder deve seguir no time titular do Vitória para enfrentar a Chapecoense
Welder deve seguir no time titular do Vitória para enfrentar a Chapecoense Crédito: VICTOR FERREIRA / ECV

Com acesso e título alcançados, o Vitória entrará em campo apenas mais uma vez nesta temporada, diante da Chapecoense, sábado (25), às 17h, na rodada derradeira da Série B do Brasileiro. Os festejos em comemoração à campanha colossal na divisão de acesso ocorreram no final de semana, no Barradão e no Farol da Barra, onde alguns jogadores se despediram da torcida. Alguns personagens rubro-negros não serão vistos na Arena Condá, em Chapecó, no interior de Santa Catarina.

Machucados, o lateral esquerdo Edson Lucas e o centroavante Léo Gamalho, que já não entraram em campo na vitória por 1x0 contra o Sport, no último domingo (18), não viajarão com a delegação rubro-negra. Com dor na coxa direita, o meia Giovanni Augusto será reavaliado, mas também deve ficar fora.

Outros atletas que passaram por sequência intensa de jogos na reta final do campeonato e se recuperaram recentemente de contusão, a exemplo do lateral direito Zeca e do atacante Iury Castilho, podem ser preservados.

O elenco do Vitória ganhou dois dias de folga e se reapresentará na Toca do Leão na tarde de terça-feira (21), quando Léo Condé vai iniciar os preparativos para o jogo contra a Chapecoense. O rubro-negro deve entrar em campo com um time misto, mas o técnico refutou a possibilidade de escalar uma equipe completamente reserva na última rodada da Série B.

“Vamos nos reapresentar na terça-feira e vamos analisar. Tem que ter respeito pelas outras equipes que também brigam por permanência. Da mesma forma que a gente tratou esse jogo (contra o Sport) com a máxima seriedade, independentemente de quem a gente for mandar a campo, vamos mandar uma equipe competitiva”, prometeu Léo Condé, após erguer a taça de campeão no gramado do Barradão.

O treinador terá quatro dias para ajustar o time. A tendência é que alguns jogadores com frequência maior no banco de reservas na reta final do campeonato ganhem oportunidade de mostrar um pouco mais de serviço, casos do lateral direito Railan, do volante Gegê, e dos atacantes Wellington Nem, Mateus Gonçalves, Zé Hugo e Welder.

Este último já ganhou o posto de titular contra o Sport por causa da contusão de Léo Gamalho. Quem também deve reaparecer no time é o volante Matheus Trindade, que ficou entre as opções no banco no jogo contra o rival pernambucano.

Se para o Vitória o jogo é apenas para cumprir tabela, para a Chapecoense será como uma final. Com apenas 37 pontos, a equipe catarinense amarga a zona de rebaixamento e luta para evitar a queda à Série C.