MATA-MATA

Vitória estreia na Copa do Brasil contra o Botafogo para espantar a má fase

Jogo acontece nesta quinta-feira (2), às 19h, no Engenhão

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 2 de maio de 2024 às 05:00

Matheuzinho é o cérebro do meio-campo do Vitória
Matheuzinho é o cérebro do meio-campo do Vitória Crédito: VICTOR FERREIRA / ECV

Após três tropeços seguidos na largada do Brasileirão, o Vitória tem a chance de virar a chave e escrever uma história diferente no começo de outra competição nacional. O Leão estreia na Copa do Brasil hoje, às 19h, contra o Botafogo, no estádio Nilton Santos, o Engenhão.

O confronto é válido pela terceira fase do torneio mata-mata. O rubro-negro ganhou o benefício de só entrar nesta etapa por ser o atual campeão da Série B.

A vaga nas oitavas será definida em dois jogos. O segundo e decisivo está agendado para o dia 21, no Barradão. A ideia é trazer um resultado confortável do Rio de Janeiro para assegurar a classificação diante da torcida.

“Altos e baixos acontecem no futebol, mas o grupo da gente é muito bom e capacitado. Nós estamos fortes e sabemos que vamos sair dessa situação. A gente tem que entender a virada de chave o mais rápido possível, colocar a cabeça no lugar e trabalhar. Temos um grupo bem capacitado e vamos em busca da vitória”, avisou o goleiro Lucas Arcanjo.

“Por ser fora de casa, a gente precisa fazer um jogo bem centrado e equilibrado. A gente pretende trazer um bom resultado para o Barradão. A nossa força dentro de casa e a nossa torcida são fundamentais”, pontuou.

O Vitória quer superar as dificuldades para comemorar uma campanha superior à apresentada na edição passada da Copa do Brasil, quando caiu na primeira fase. A eliminação aconteceu na derrota por 2x0, em duelo único, fora de casa, contra o Nova Iguaçu. O time já era treinado por Léo Condé e foi representado por cinco jogadores do elenco atual. Além de Lucas Arcanjo, também estiveram em campo: Zeca, Camutanga, Osvaldo e Léo Gamalho.

“Temos um grupo bem capacitado, que sabe o que quer e vai para um jogo importante, fora de casa. Sabemos da dificuldade, até pelo campo, que a gente vai ter que se adaptar o mais rápido possível”, alertou Arcanjo, se referindo ao gramado sintético do Engenhão.

“É diferente. A bola fica bem mais rápida, o jogo mais corrido, mas temos que se adaptar o mais rápido no aquecimento antes da partida para conseguir fazer um jogo seguro e sair com a vitória de lá”, completou o goleiro.

REFORÇOS

Para a partida contra o Botafogo, o técnico Léo Condé poderá contar com os reforços do zagueiro Camutanga, do volante Dudu e do centroavante Luiz Adriano. Os dois primeiros estão recuperados de lesão, enquanto o último volta a ficar apto após tratar uma amigdalite.

Eles participaram dos últimos dois treinamentos preparatórios para a partida e estão relacionados. Camutanga e Dudu são peças fundamentais no esquema de jogo rubro-negro e devem reaparecer no time titular.

Luiz Adriano ainda busca a primeira oportunidade na formação inicial com o grupo principal. Ele defendeu o Vitória em cinco compromissos, mas iniciou em campo em apenas um deles, contra o Treze, pela Copa do Nordeste. Naquela ocasião, Léo Condé escalou os reservas, e o centroavante marcou um gol. A concorrência no ataque desde então aumentou. Recém-contratado junto ao Botafogo, Janderson vai reencontrar o ex-clube.

O volante Rodrigo Andrade, com dores, e o atacante Iury Castilho, em fase de transição física, seguem fora.

Uma possível formação do Vitória contra o Botafogo tem Lucas Arcanjo, Zeca, Camutanga, Wagner Leonardo e Lucas Esteves; Willian Oliveira, Dudu, Luan Santos (Mateus Gonçalves ou Bruno Uvini) e Matheuzinho; Osvaldo e Alerrandro (Luiz Adriano ou Janderson).