10 motivos para incluir frutas e legumes na dieta

10 motivos para incluir frutas e legumes na dieta

Veja como esses alimentos favorecem a saúde do corpo e ajudam a prevenir doenças

  • Foto do(a) author(a) Portal Edicase
  • Portal Edicase

Publicado em 2 de maio de 2024 às 17:28

Imagem Edicase Brasil
O consumo de frutas e legumes oferece diversas vantagens à saúde (Imagem: Look Studio | Shutterstock) Crédito:

As frutas e os legumes desempenham um papel crucial na promoção da saúde e no equilíbrio da dieta. Rico em vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes, esse grupo de alimentos fornece uma ampla gama de nutrientes essenciais para o funcionamento saudável do corpo humano, desde a manutenção da saúde dos ossos, da pele e dos cabelos até o fortalecimento do sistema imunológico e a regulação do metabolismo.

Por isso, abaixo, confira 10 motivos para incluir frutas e legumes na dieta!

1. Ricos em nutrientes essenciais

Para funcionar corretamente, o corpo humano precisa de vitaminas, minerais e antioxidantes fornecidos por frutas e legumes. Isso porque esses alimentos oferecem nutrientes essenciais, como vitamina C, potássio, folato e fibras.

2. Promovem a saúde do coração

O consumo regular de frutas e legumes é importante para garantir que o coração funcione corretamente e ajudar a prevenir doenças cardíacas . Alguns nutrientes encontrados nesses alimentos ajudam a reduzir a pressão arterial, melhorar os níveis de colesterol e diminuir a inflamação, fatores que contribuem para a saúde cardiovascular.

“As frutas contêm substâncias com propriedades antioxidantes, como os flavonoides, que participam da manutenção da boa circulação sanguínea, possuindo, assim, atividade anti-hipertensiva, hipocolesterolêmica e antiplaquetária, protegendo, consequentemente, contra o desenvolvimento de doenças cardiovasculares associadas à hipertensão, ao colesterol alto e ao diabetes”, alerta a nutricionista Flávia da Silva Santos.

3. Auxiliam no emagrecimento

Frutas e legumes são grandes aliados de quem busca emagrecer de maneira saudável, por se mostrarem baixos em calorias e ricos em fibras. “As fibras proporcionam maior saciedade e fazem com que o esvaziamento gástrico seja feito em um maior tempo. Assim, a sensação de fome demora a surgir e, consequentemente, pode levar a uma menor ingestão alimentar”, afirma a nutricionista Roberta Stella.

Imagem Edicase Brasil
Frutas e legumes ajudam a prevenir a prisão de ventre (Imagem: Josep Suria | Shutterstock) Crédito:

4. Regulam o funcionamento intestinal

A alta quantidade de fibras encontradas em frutas e legumes ajuda na saúde digestiva. “[As fibras] favorecem o trânsito do intestino, já que elas exercem função importante na formação do bolo fecal e na manutenção da flora intestinal”, explica a nutricionista Ronimara Santos.

5. Fortalecem o sistema imunológico

Vitaminas e antioxidantes presentes em frutas e legumes auxiliam na manutenção de um sistema imunológico saudável e, dessa maneira, na proteção do corpo contra infecções e doenças.

“Um organismo com imunidade baixa tem maior suscetibilidade a infecções, dificuldade de recuperação em casos de doenças, aumento do risco de patologias autoimunes, agravamento de doenças crônicas e diminuição da qualidade de vida”, afirma a Dra. Jackeline Barbosa, vice-presidente da área médico-científica da Herbarium, indústria farmacêutica.

6. Melhoram a saúde da pele

Os antioxidantes encontrados em frutas e vegetais, como as vitaminas A e C, são conhecidos por sua capacidade de combater danos causados pelos radicais livres. Esses nutrientes favorecem uma pele mais saudável e podem auxiliar na prevenção do envelhecimento precoce.

“Os antioxidantes na dieta podem desempenhar um papel importante na prevenção do envelhecimento da pele e anexos cutâneos, pois são compostos que ajudam a proteger as células do corpo contra os danos causados pelos radicais livres, moléculas instáveis que podem causar estresse oxidativo, que está associado ao envelhecimento prematuro da pele e a uma variedade de problemas dermatológicos”, explica a nutróloga Dra. Marcella Garcez.

Imagem Edicase Brasil
A alimentação também ajuda a manter o corpo hidratado (Imagem: RossHelen | Shutterstock) Crédito:

7. Auxiliam na hidratação

A maioria das frutas e dos vegetais é rica em água. Isso contribui para a hidratação do corpo, ajudando a manter um equilíbrio saudável de líquidos no organismo.

“Podemos hidratar o organismo de duas maneiras: a ingestão de líquidos é a forma mais eficaz e inclui, além da água, sucos naturais, água de coco e chás como camomila, erva-doce e cidreira. A segunda forma ocorre por meio da ingestão de alimentos que possuem água na composição. Entre as opções que proporcionam mais hidratação, estão frutas e legumes, como melancia, morango, pêssego, abobrinha, pepino e tomate”, diz Cintya Bassi, coordenadora de Nutrição e Dietética do São Cristóvão Saúde.

8. Contribuem para a satisfação alimentar

Frutas e legumes adicionam variedade, cor e sabor às refeições, tornando-as mais atrativas e saborosas. Incorporar variedade desses alimentos em sua dieta pode tornar o processo de comer mais prazeroso e satisfatório.

Segundo a nutricionista Helouse Odebrecht, basta colocar ao menos 4 cores no prato para ter uma refeição mais saudável e rica em nutrientes. “O indicado é o consumo de três a cinco frutas ao longo do dia, além de verduras e legumes no almoço e jantar”, recomenda.

9. Ajudam a controlar o açúcar no sangue

Algumas frutas e legumes, como maçã, brócolis e espinafre, têm um baixo índice glicêmico, auxiliando na estabilização dos níveis de açúcar no sangue, prevenindo picos de glicose e favorecendo o controle do diabetes.

10. Favorecem a saúde mental

Frutas e legumes são ricos em vitaminas e minerais que desempenham um papel importante na função cerebral e na regulação do humor. Esses nutrientes ajudam a manter o equilíbrio químico no cérebro, promovendo a produção de neurotransmissores como a serotonina, conhecida como o “hormônio da felicidade”, associada a sentimentos de bem-estar.

“Tanto as frutas quanto os vegetais são ricos em antioxidantes, fibras e micronutrientes essenciais que promovem a função cerebral ideal, mas uma parte desses nutrientes pode ser perdida durante o cozimento. Essa é uma vantagem das frutas”, diz a Dra. Marcella Garcez.