Bahia possui o maior número de endereços sem nome e é o segundo maior total de endereços sem número, segundo IBGE

Mesmo o estado sendo o quarto maior em endereços, mais de 300 mil não possuem nome

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 14 de junho de 2024 às 22:01

Ferry-boat Salvador
A Bahia é o estado com o maior número de endereços sem nome Crédito: Silvio Figueiredo

A Bahia possui o maior número de endereços sem nome do Brasil, segundo o censo de 2022 do IBGE. O estado também está no ranking dos endereços sem número, sendo o segundo maior do país.

Mesmo o estado sendo o quarto maior no total de endereços (8.528.506), o número de ruas, avenidas, travessas, estradas, etc que não possuem nome é de 314.489, representando 3,7% do total (9ª maior proporção).

O nome mais frequente identificado pelo Censo foi “A”, por exemplo “rua A” ou “travessa A”. Este tipo de endereço foi registrado em 34.978 locais do estado, igual a 0,4% do total. Empatado no segundo lugar, estava a denominação “B” com 34.978 endereços no estado.

Segundo o IBGE, ambos os nomes são muito comuns em áreas de expansão urbana, que estão sendo criadas ou crescendo, por vezes até são nomes provisórios. Nos dois casos, a Bahia lidera nacionalmente, como estado com mais endereços denominados “A” ou “B” no país.

O número de endereços sem nome só ficou acima de São Paulo (249.210) e Pernambuco (233.645). No Brasil como um todo, 2,5% dos endereços visitados pelo Censo 2022 ficavam em logradouros sem nome (2.666.515, em números absolutos).

A cada dez endereços baianos, três não possuem número. Em 2022, esse total representava 28,6% ou 2.439.274 dos endereços existentes. Estes números só foram menores do que o registrado no estado de Goiás, que tinha 2.461.808 endereços, o que resulta 65,0% do total.

No Brasil como um todo, 22,8% dos endereços visitados no Censo 2022 não tinham número (24.381.167). Percentualmente, Distrito Federal (97,4% dos endereços sem número), Goiás (65,0%) e Maranhão (46,5%) lideravam. A Bahia tinha o 10o maior percentual de endereços sem número entre os estados.

Apenas em 2022, o Censo Demográfico visitou um total de 8.528.506 endereços na Bahia, resultando no quarto maior número entre os estados, abaixo apenas dos visitados em São Paulo (22.647.398 endereços), Minas Gerais (11.510.900) e Rio de Janeiro (8.887.214). No Brasil como um todo, foram identificados 106.814.877 endereços, durante o Censo.

As informações foram reveladas pelos dados do Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE) do Censo Demográfico 2022.