Em Salvador, presidente nacional do PSDB critica governo Lula: 'há uma gastança desenfreada'

O prefeito Bruno Reis se reuniu com comitiva do partido e falou sobre a parceria com os tucanos

  • Foto do(a) author(a) Yasmin Oliveira
  • Yasmin Oliveira

Publicado em 15 de março de 2024 às 19:53

Presidente dos tucanos esteve em Salvador nesta sexta-feira (15)
Presidente dos tucanos esteve em Salvador nesta sexta-feira (15) Crédito: Ascom/PSDB

Durante um evento para filiados em Salvador, o presidente nacional do PSDB, Marconi Perillo, criticou, nesta sexta-feira (15), o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo ele, há um incentivo à “gastança desenfreada” na gestão petista.

“Acho que essa gastança meio desenfreada, defendida pela presidente do PT (Gleisi Hoffmann), é algo meio irresponsável. Isso acaba tendo consequência. Não há país que aguente um déficit de R$230 bilhões. (Com essa gastança), tem inflação, tem juro alto, isso atrapalha tudo”, afirmou.

A política externa de Lula também foi criticada por Marconi. O tucano disse discordar do apoio do governo petista à Venezuela e das posições do presidente da República em relação à guerra Israel-Hamas. Marconi Perillo elogiou, entretanto, a reforma tributária. “Agora, tem coisas que também merecem o apoio lá na Câmara (dos Deputados), no Senado. Os nossos líderes não são a favor do quanto pior, melhor. O PT fez isso muito. Tudo que o PSDB e o Fernando Henrique (Cardoso) faziam, eles (os petistas) votavam contra porque era nosso. Mas a gente se comporta a favor do Brasil”, disse.

Sobre as eleições, Marconi Marconi Perillo disse que o partido espera sair “ mais fortalecido” do pleito deste ano para “chegar em (20)26 mais fortes ainda”. Ele reiterou que a sigla pretende lançar o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, como candidato à Presidência daqui a dois anos.

Após o encontro com filiados, Marconi Perillo se reuniu com o prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil). No encontro, o gestor soteropolitano disse que o PSDB é um “parceiro de primeira hora”. “Tenho certeza que, tomando a decisão de ser candidato, contarei com esse partido que, sem soma de dúvidas, está entre aqueles que têm grande relevância histórica para o Brasil, que contribuiu de forma decisiva para que hoje o país pudesse ter essa força, essa pujança que tem”, afirmou o prefeito.

A reunião teve a presença do deputado federal Adolfo Viana, líder da federação PSDB-Cidadania na Câmara; do presidente estadual do PSDB, deputado estadual Tiago Correia; do presidente da Câmara de Salvador, Carlos Muniz; além de Eliana Pinheiro e Itamar Leão, membros da executiva nacional da legenda, deputados e vereadores.

*Com orientação e colaboração do editor Rodrigo Daniel Silva