Evento náutico vai movimentar cerca de R$ 100 milhões em Salvador

Salão internacional é realizado na França e terá a primeira edição no Brasil em novembro

  • Foto do(a) author(a) Gil Santos
  • Gil Santos

Publicado em 28 de agosto de 2023 às 12:23

Salão será realizado na Bahia Marina, no Comércio
Salão será realizado na Bahia Marina, no Comércio Crédito: Valter Pontes / Secom PMS

Um passeio pela Baía de Todos os Santos e a gente encontra praias com águas cristalinas, restaurantes com temperos que enchem a boca d’água e construções que contam a história da colonização. Há também mergulho por naufrágios, eventos esportivos e o jeitinho da população que só o baiano tem. São essas riquezas naturais que serão apresentadas ao mundo no Salão Náutico de Salvador com Grand Pavois. A expectativa é movimentar cerca de R$ 100 milhões na cidade.

O evento será realizado de 14 a 19 de novembro e vai reunir representantes do segmento náutico, de turismo e de lazer. O Grand Pavois é internacional, ocorre há 50 anos na França, e essa será a primeira edição nas Américas. Além de explorar possibilidades de investimentos, o espaço é usado para fechar negócios, por isso, a expectativa do prefeito Bruno Reis (União Brasil) é de que sejam movimentadas altas somas.

“Por trás desse evento vem toda uma estratégia de estímulos ao turismo náutico. Vamos receber visitantes do Brasil e do mundo. Como é a primeira vez, a gente ainda não tem uma estimativa de público, mas esse evento tem uma dimensão muito grande e vai disputar com eventos do Rio e de São Paulo. Serão feitos muitos negócios e a estimativa é passar dos R$ 100 milhões”, afirmou.

Ele apresentou os detalhes durante um evento na Bahia Marina, no Comércio, nesta segunda-feira (28), e contou que existe um comitê na prefeitura responsável por pensar estratégias para o setor. O Grand Pavois será realizado na própria Bahia Marina na área do estacionamento com uma passarela ligando ao píer, com atividades esportivas, palestras e exposições. Haverá cerca de 60 embarcações disponíveis para visitação.

O diretor da AZ Produção e responsável pela organização do Salão, Francisco Brandão, visitou La Rochelle, na França, onde o Grand Pavois é realizado, e voltou com muitas ideias. Ele contou que o projeto nasceu há dois anos no comitê e que o evento tem três objetivos.

“Vamos promover a cidade como destino turístico, fomentar a indústria náutica para fazer negócios e promover a cultura náutica na cidade para que o soteropolitano curta mais a Baía de Todos os Santos, porque são várias possibilidades de aproveitar essa beleza natural. O esporte é uma das almas da náutica, envolve a comunidade e passa por natação, canoagem, vela, pesca e jet ski, entre outras”, contou.

No começo de agosto, o Município divulgou o calendário de eventos esportivos de Salvador e pelo menos três competições serão realizadas na Baía de Todos os Santos, como a travessia Salvador-Itaparica, uma maratona aquática de 12 km executada em parceria com a Federação Baiana de Desportos Aquáticos (FBDA). A expectativa é reunir mais de 600 atletas brasileiros e de mais sete países, em 17 de dezembro.

Antes, em 3 de dezembro, ocorrerá a Trion Salvador. Uma competição que envolve natação, ciclismo e corrida e vai reunir cerca de 500 atletas de todo o Brasil. Nas mesmas águas tranquilas, nadadores amadores vão disputar o OceanMan, evento internacional que foi realizado em Salvador em 2022, saindo do Porto da Barra até o Forte São Marcelo e retornando. A disputa será nos dias 30 e 31 de março de 2024.

Turismo

O farmacêutico David Souza, 26 anos, já explorou Baía diversas vezes, mas para turismo. A última viagem foi com um grupo de amigos com parada em duas ilhas.

“Eu adoro, porque as águas são calmas e é tudo muito lindo. São várias ilhas, praias e restaurantes para conhecer. A cada passeio eu descubro um lugar novo. Estou criando coragem agora para fazer um passeio de mergulho, quero ver as embarcações que naufragaram”, contou.

As águas banham 18 municípios, entre ilhas e o continente. O presidente da Câmara de Turismo da Baía de Todos os Santos, Carlos Silveira, explicou que o turismo na região cresceu 12%, na comparação com 2022, e que já alcançou o patamar de antes da pandemia.

“O Salão é importante porque vai estimular a economia. A baía desperta e encanta, e faz com que o turista retorne. Quem conhece a Bahia se apaixona, ainda mais com essas águas bonitas, o mar puro, o lado místico e a mistura que temos”, contou.

O que terá no Grand Pavois:

Haverá exposição de embarcações e de equipamentos, conteúdos sobre a arqueologia subaquática, trilhas interpretativas com histórias da Baía de Todos os Santos e pavilhões destinados a diferentes temas do universo náutico, como potencial turístico e gastronomia. O evento terá palestras e fóruns sobre o universo náutico, tratando assuntos ligados à economia do mar, sustentabilidade, pesca, turismo de mergulho e esportes aquáticos. É uma oportunidade de mostrar as transformações ocorridas nos últimos anos em tecnologias náuticas e o que há de novo nesse setor. A proposta é conseguir atrair investidores na área náutica para se estabelecerem na capital baiana.