BIENAL DO LIVRO BAHIA

Fernando Vita e Armando Avena farão tarde de autógrafos na Bienal do Livro

Encontro acontece neste domingo (28)

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 24 de abril de 2024 às 22:13

Bienal do Livro
Bienal do Livro Crédito: Igor Santos/Secom PMS

A partir desta sexta-feira (26), tem início a Bienal do Livro Bahia, que contará com mais de 100 horas de conteúdo. Na programação, um dos encontros dos leitores será com o escritor, jornalista e ex-conselheiro do Tribunal de Contas da Bahia Fernando Vita e o também escritor e jornalista, além de economista, Armando Avena. Os dois farão juntos uma tarde de autógrafos no domingo (28), a partir das 16h.

A mesa acontecerá no estande da editora Caramurê, na E-12, Asa B do Centro de Convenções. Os autores concederão autógrafos em livros já lançados, publicados pela Geração Editorial.

Armando Avena e Fernando Vita farão tarde de autógrafos
Armando Avena e Fernando Vita farão tarde de autógrafos Crédito: Reprodução

No caso de Vita, esses livros são Cartas Anônimas (2011), O Avião de Noé (2014), República dos Mentecaptos (2019) e sua obra mais recente, Desirée: A sexóloga que não sabia amar (2021).

Para o ex-conselheiro do TCM, já acostumado com sessões de autógrafos nos lançamentos de seus próprios livros e com a participação em debates em outras edições da Bienal, esta será a primeira vez autografando no evento.

“É a minha primeira vez, mas a sensação que fica de todos esses anos de eventos é que tem uma participação popular muito grande, porque, além do fato de estar ali diante de uma imensidão de livros, com vários gêneros para escolher à vontade, as pessoas têm também esse contato direto com os autores, que estão ali para pegar o autógrafo, conversar, trocar uma opinião”, diz.

Membro da Academia de Letras da Bahia, Armando Avena vê a Bienal como um momento de congraçamento entre os leitores e os autores e uma oportunidade de o leitor conhecer o escritor e entender a sua forma de ver o mundo.

“É um momento especial, de confraternização, mas também de interação entre o escritor e seus leitores. Então eu espero que essa tarde de autógrafo seja muito interessante, porque vai me dar a oportunidade de encontrar os amigos, de encontrar aqueles que leem a minha obra e também de conversar com eles sobre o que eles acham da minha literatura e como veem a minha obra e os meus livros”, afirma.

Na Bienal, estarão expostos três livros de Avena: O Evangelho Segundo Maria (2002), Luiza Mahin (2019) e Os 7 Vocábulos (2021). Ele disponibilizará também um livro de crônicas no evento. “Então, eu espero que meus amigos, aqueles que gostam da minha literatura, estejam presentes na Bienal”, convida o escritor.