RECÔNCAVO BAIANO

Santo Antônio de Jesus inicia processo para concessão de transporte público

O prefeito Genival Deolino (PSDB) está confiante que o novo sistema de transporte coletivo será mais um avanço na cidade

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 3 de maio de 2024 às 14:49

A prefeitura de Santo Antônio de Jesus iniciou o processo para a implantação de um novo sistema de transporte coletivo urbano na cidade. Há 14 anos, a população sofre com o serviço deficiente à base de contratações emergenciais que não garantiram os investimentos necessários para atender com qualidade o deslocamento dos santo-antonienses.

Os problemas de anos acumulados de precarização resultaram numa grande desaprovação popular com o transporte coletivo municipal. Segundo pesquisa interna, 77,9 % dos usuários estão insatisfeitos. Com a finalidade de inaugurar um novo tempo na mobilidade da cidade, foi realizada na última quinta-feira (2) a audiência pública que desencadeia o processo licitatório para a concessão do serviço público.

Na Câmara dos Vereadores, foi discutida com a sociedade a proposta do novo sistema que vai nortear a elaboração do termo de referência e edital para a licitação do transporte público. A prefeitura apresentou um criterioso estudo do trânsito da cidade, que mapeou todas as ruas e rotas para identificar os gargalos da mobilidade municipal.

Entre as mudanças propostas com base no estudo realizado, estão a ampliação da frota de ônibus e do número de linhas, o que possibilitará o aumento da quantidade de viagens/dia e a redução do tempo médio de viagem, além da expansão da área atendida. Também se propôs a implantação do sistema de bilhetagem eletrônica para o pagamento das passagens, que vai gerar segurança, praticidade e mais rapidez no embarque dos usuários.

O prefeito Genival Deolino (PSDB) está confiante que o novo sistema de transporte coletivo será mais um avanço para Santo Antônio de Jesus. “Vai facilitar o deslocamento pela cidade, o acesso às áreas comerciais, estimulando nossa economia, além de reduzir os congestionamentos, diminuindo a circulação de veículos particulares. Com isso, também estaremos fazendo a nossa parte para a sustentabilidade ambiental, contribuindo com a redução das emissões de gases de efeito estufa”, afirmou.