Tapumes de templo religioso na Avenida Paralela com estilo colonial são retirados

O templo de Salvador será o 11º da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Brasil

Publicado em 4 de dezembro de 2023 às 23:58

null Crédito: Reprodução/Instagram

A estrutura imponente da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que teve obras iniciadas em agosto de 2021, chamou atenção de quem passou pela Avenida Paralela — entre a FTC e a entrada da avenida Orlando Gomes, em Salvador — nesta segunda-feira (4). Isso porque foram retirados os tapumes da obra do templo religioso, que tem previsão de conclusão e inauguração no primeiro semestre do próximo ano. Agora, é possível ver melhor a faixada do local.

O templo de Salvador será o 11º da Igreja de Jesus Cristo no Brasil. A arquitetura é inspirada no estilo colonial português — presente no Centro Histórico da capital baiana. De acordo com informações no site da instituição religiosa, o projeto terá uma área construída de cerca de 6,4 mil metros quadrados e aproximadamente 4 mil metros quadrados de área de preservação ambiental, com 8,2 mil metros quadrados de paisagismo.

"Estamos muito felizes com a construção do templo em nossa cidade. Certamente é a resposta a muitas orações. Ter um templo em Salvador representa o amor de Jesus risto por nós. O templo trará ainda mais beleza para nossa cidade e também trará um lugar de paz e amor", contou Francisco Costa, líder eclesiástico da Igreja — na região do Imbuí — em entrevista ao Alô Alô Bahia, em maio.

Além do templo, um prédio de apoio também está sendo construído. O local será destinado para os membros, que são chamados popularmente de mórmons. A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, geralmente, se divide em diversas salas, com oito principais. Elas são utilizadas para as cerimônias consideradas sagradas, como as de instrução, de casamento e de batistério, que é para iniciação na religião.

Após a conclusão da obra, o templo poderá ser visitado por não membros. Atualmente, a Igreja de Jesus Cristo conta com 72 capelas na Bahia, sendo 11 em Salvador e mais 11 na região metropolitana, e cerca de 50 mil membros.

null Crédito: Reprodução/Instagram

Templos espalhados pelo mundo

O Brasil tem outros seis templos em funcionamento, nas cidades de São Paulo, Campinas, Curitiba, Porto Alegre, Recife e Manaus. Outros dois estão em construção, um em Fortaleza e outro no Rio de Janeiro e, outros três haviam sido anunciados para Belém e para Brasília.

Na Cerimônia de Abertura de Terra do Templo de Salvador — nome dado à cerimônia de início das obras —, foram anunciados a construção da igreja em 11 cidades de outros países, incluindo Estados Unidos, Argentina, Camboja, Cabo Verde, Alemanha, México, Filipinas, Nigéria e Porto Rico. Quando prontos, eles serão 159 o total desses edifícios em funcionamento no mundo.

null Crédito: Reprodução/Instagram

Surgimento

A Igreja de Jesus Cristos dos Santos dos Últimos Dias foi fundada nos Estados Unidos pelo religioso Joseph Smith Jr (1805-1844), filho de fazendeiros que passou a ter uma série de visões a partir dos 14 anos de idade. Formalmente, ele criou a religião em 1830 — era um grupo de seis adeptos – e se tornou o primeiro presidente.

No Brasil, os primeiros membros chegaram em meados de 1923, por meio de imigrantes da Alemanha. A primeira capela da América do Sul foi construída em Joinville, Santa Catarina, em 1931.

Atualmente, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias figura entre as maiores em número de fiéis no mundo, com cerca de 16 milhões. O Brasil conta com quase 1,5 milhão de membros.

null Crédito: Reprodução/Instagram

* Por Naiana Ribeiro e Kirk Moreno

Os empresários Monique Evelle e Lucas Santana casaram numa cerimônia ao pôr-do-sol nesta segunda-feira (4), na Casa Baluarte

Os empresários Monique Evelle e Lucas Santana casaram numa cerimônia ao pôr-do-sol nesta segunda-feira (4), na Casa Baluarte. Crédito: Reprodução/ Instagram

Os empresários Monique Evelle e Lucas Santana casaram numa cerimônia ao pôr-do-sol nesta segunda-feira (4), na Casa Baluarte, no Santo Antônio Além do Carmo, em Salvador. Sócios da Inventivos, eles celebraram a união ao lado de amigos, familiares e famosos como o produtor Evandro Fióti, irmão de Emicida, a influenciadora Thaynara Og e outros.

Monique escolheu um vestido branco com detalhes dourados assinado pela estilista baiana Isa Isaac Silva, um adereço de cabeça também em cor ouro e um grande colar tomando o busto. Lucas também optou por um look todo branco. Maquiada por Lavoisier e Beberes, a noiva entrou ao som de 'I'm feeling good', canção que ficou famosa na voz da cantora norte-americana Nina Simone.

Entre os padrinhos do casamento estavam Arthur Igor e Igor Leo Rocha, fundadores da Afro Saúde. Outros famosos como Lore Improta, a ex-BBB Gleici Damasceno, a cantora Melly, Estevam Muniz, repórter do Fantástico (TV Globo); Chef Lili Almeida, Ludmila Og, irmã de Thay Og; Beberes, participante do reality Let Love (Globoplay) e Potyra Lavor, fundadora da ID Works estiveram presentes junto com outros cerca de 200 convidados.

De acordo com a assessoria de imprensa da Inventivos, empresa do casal, a escolha da data vai além da casualidade, pois o dia 4 de dezembro tem um significado profundo para Monique e Lucas. Além de ser o dia de Santa Bárbara na igreja católica, representa a celebração de Oya/Iansã/Matamba/Bamburucema nas religiões de matriz africana.

Nascida em Salvador, Monique Evelle, 28, é investidora e este ano se tornou a mais nova shark do Shark Tank Brasil, maior reality de empreendedorismo do mundo. Ela é também a mais jovem da América Latina a integrar o programa.

Antes de se tornar investidora, Monique fez parte do Profissão Repórter, na TV Globo, mas seguiu carreira no empreendedorismo, sendo considerada uma das principais vozes do Brasil no cenário de inovação e negócios, segundo a Forbes dos EUA. Já Lucas Santana é engenheiro elétrico pela Ufba e atua como consultor de novas tecnologias.